ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

10 hambúrgueres imperdíveis do CWBurguer Fest

26 de setembro de 2016

(4)
André Bezerra fez um tour pelas hamburguerias participantes e experimentou 10 sanduíches que você também precisa experimentar

Será que burguers, no final das contas, são todos meio iguais? Muda um ingrediente aqui, agrega um molhinho ali e capricha no acompanhamento – normalmente batatas fritas – e é isso? O CWBurguer Fest – que começou dia 16 de setembro e vai até o próximo domingo – está na rua provando que não.

Mais de 50 estabelecimentos criaram novos burguers para esse Festival cheio de cores, sabores e, principalmente, originalidade na criação de uma das refeições que mais encantam o brasileiro. Seja para comer sentado à mesa com alguém, em pé na roda de amigos, burguer em uma mão, chopp gelado harmonizando na outra, diante do balcão falando com o barman ou prestigiando uma formação de rock e blues, um bom sanduíche sempre cai bem.

A Tutano Gastronomia, uma das apoiadoras do CWBurguer Fest, me convidou para selecionar 10 burguers dentro do circuito e ir descobrir com quantos “blends” se faz um bom sanduíche. O que descobri é surpreendente e vai te deixar com água na boca. As variações não se resumem aos “blends” das carnes e ingredientes, mas estão também nos pães, molhos, acompanhamentos e até no modo de servir. Veja o que os nossos chefs e cozinheiros andam criando por aí. Para eles, me parece, não há limites ou dogmas.

Built Burguer

O empresário e “caçador de tendências”, Leonardo Gomes, foi garimpar nos Estados Unidos o conceito da Built Burguer: dentre os diversos tipos de pães, carnes, molhos e ingredientes disponíveis na Casa, você pode montar o seu próprio burguer. A outra alternativa é escolher uma das sugestões disponíveis no cardápio ou do time de garçons, extremamente bem treinado, informado e atencioso. Para o festival, o Artur Soares criou duas opções. Comi o Tierra Del Fuego: burguer de chourizo no pão de pimenta com ingredientes inusitados como maçã verde, figo turco, gorzonzola e amêndoas laminadas tostadas. O Artur já trabalhou em bistrô francês, nacionalidade que inspirou a receita. O nome da criação dele vem da cor do pão – vermelho fogo – e porque o objetivo do criador dessa maravilha era “provocar explosões de sabor”. Conseguiu. O burguer, que chega acompanhado de batatas rústicas, catupiry cremoso e bacon, é uma explosão de cores e sabores.

Rua Gonçalves Dias, 151, Batel
(41) 3042-2301

built_burguer_170916-8

Beto Batata Barigui

Você gosta da culinária alemã? E de Eisbein? O Opa Ludwig, ou Vô Ludwig, é a “reconstrução” do tradicional prato na forma de sanduíche: hambúrguer de Eisbein desfiado, mistura de chucrute com  raiz forte kren e purê de batatas. Acompanha batatas cozidas ao Curry e mostarda. A ideia foi do Lourenço Guimarães, um dos proprietários da Casa que conta com palco e música ao vivo alguns dias e, sempre, um disputado Espaço Kids. A execução, após quase um mês de desenvolvimento, é do chef Rodrigo Dolosto, responsável executivo pela cozinha. Ele tem 13 anos de experiência no ramo, sendo cinco no Beto Batata. Durante dois anos trabalhou na cozinha do Carllucios, em Londres. Também atuou em cozinha de navio, embarcado, por isso sabe muita coisa sobre ingredientes e combinações. Segundo me contou, nada sai da cozinha sem passar pelo olho e aprovação do Lourenço, o que, me parece, resulta em uma sintonia fina e original na hora de criar. O Opa Ludwig comprova isso.

ParkShoppingBarigüi
(41) 3317-6969

beto_batata_barigui_170916-9

Picnic American Burger & Grill

Se você está com saudades ou gostaria de conhecer Nova Iorque, seus problemas acabaram. Não precisa mais subir no avião se quiser encontrar um típico espaço nova-iorquino. O senhor Gilberto Tissot, da família proprietária do Picnic American Burguer, é apaixonado pelos Estados Unidos e foi até a Big Apple escolher, pessoalmente, cada item de decoração: desde o descolado pantone na cor das paredes, passando pelas cadeiras em volta das mesas, balcão, até a linda Juke Box na entrada. A chef Maia – sob supervisão da Ariane Tissot criou duas receitas para o CWBurguer Fest, dentre as quais escolhi o Falafel Burguer: pão de cevada preto, hambúrguer de falafel, queijo, maionese, alface, tomate e cebola roxa. Adorei a combinação, mas, preciso registrar, meu deslumbramento, além do próprio espaço e atendimento, começou no acompanhamento: palitos de batata doce bem sequinhos e essa receita especial de maionese de bacon. Corra conhecer e “start spreading the news (…)”. Ah, e ainda tem um baita Espaço Kids.

Av. Silva Jardim, 3911
(41) 3521-0700

Foto: Picnic

General Chopp n’Beer

Essa Casa, inaugurada há quase um ano, foi cuidadosamente pensada e construída para você que aprecia comer um bom sanduíche ao som de Rock e Blues. Logo na entrada um esqueleto dá as boas vindas, sinalizando que sim, a pegada é Rock n’roll. Ali dentro você pode escolher sentar diante do longo balcão ou em uma das mesas. Seja onde for, você vai comer um ótimo sanduíche. A estilista Ingrid Pereira resolveu passar para a cozinha há seis anos. O resultado são receitas cheias de estilo e pegada. Sob a supervisão dos proprietários, Vinicio Blum e Ramon Scopel, para o CWBurguer Fest ela se saiu com o General Sun Tzu: pão de brioche artesanal, molho imperial, burguer de pernil de cordeiro e fraldinha, queijo, picles, fatias de bacon, cebola crisp e molho de alho. A ideia partiu do pai do Vinicio e o resultado é um burguer para seguir no cardápio da Casa. Acompanha fritas rústicas.

Av. Nossa Sra. da Luz, 750, Bacacheri
(41) 3044-4477

general_220916-7

Leopoldo Hamburgueria

Proprietário dessa Casa cheia de personalidade, foi o próprio Caco quem criou o Tesoureiro para o festival: pão crocante, cebola caramelizada, hambúrguer de costela, linguiça Blumenau gratinada com 4 queijos e rúcula fresca. Se a sua boca encheu de água, ela está certa. A combinação do hambúrguer de costela com a linguiça Blumenau é deliciosa e deveria ser implementada pelas boas Casas do ramo. E ainda vem acompanhado do “molho campeiro”, altamente recomendável, e de alfajores da Dica, uma senhora que abastece o Leopoldo com delícias confeitaria que ela mantém. O ambiente da Casa, assim como a trilha sonora que sai das caixas de som, atrai famílias, casais e pessoas em busca de bons sanduíches e petiscos.

Rua Leopoldo Belczak, 444, Capão da Imbuia
(41) 3501-6235

leopoldo_210916-4

Kharina Casual Food Batel

Com pouco mais de 40 anos de história em Curitiba, o Kharina é referência tradicional entre os curitibanos quando o assunto é sanduíches. Quem nunca almoçou com os colegas do trabalho, fez um happy hour ou mesmo encerrou uma noitada comendo algo em uma das quatro lojas da capital paranaense? Essa tradição aumenta ainda mais a responsabilidade do chef Paulino da Costa, de Belém do Pará, ao criar o Kharina Onion Burguer para entrar no CWBurguer Fest este ano. Pois ele tirou de letra: Hambúrguer de carne, mix de folhas e uma generosa camada de molho gorgonzola, servidos no pão francês bem crocante. Acompanham anéis de cebola e molho barbecue. Quem gosta de sanduíche reconheceu nessa descrição um dos clássicos do segmento. O Chef Paulino traz na bagagem a experiência de ter trabalhado em Casas como Terra Madre, Bar do Victor e, novamente, saiu-se maravilhosamente bem no desafio. Gosto muito de molho gorgonzola e sei que ele oferece riscos numa receita. Pode ficar forte demais, insosso demais, enjoativo ou mesmo ruim, caso o queijo não seja de boa procedência. No caso do Kharina Onion Burguer, o mix de folhas verdes fresquíssimas dá o tom que o sanduíche merece, tudo harmoniza. A Casa também tem ambiente moderno, bacana, playground para as crianças e atendimento atencioso, supervisionado pelo gerente Francisco. Uma boa dica, se você apreciar um burguer mais leve, pedir com hambúrguer de berinjela.

Rua Benjamin Lins, 785, Batel
(41) 3024-1253

kharina_batel_200916-27

Madero Steak House Champagnat

Ao entrar no agradável salão, Mick Jagger corria de um lado a outro do telão gigante, sintonizado na TV Madero. Essa Rede, que hoje já conta cerca de 30 lojas apenas no estado do Paraná, conta com central de formação e treinamento dos times e toda uma completa infraestrutura para garantir a qualidade do produto entregue ao cliente final. Voltando ao telão, os Rolling Stones executavam “You Can’t Always Get What You Want”, o que prendeu imediatamente a minha atenção, fã que sou dos Stones e dessa canção. Mas o fato é que, ao contrário do refrão da música, consegui mais do que eu almejava. A criação do premiado Chef Junior Durski prova que a experiência se converte em maravilhas. O Cheeseburguer de Pernil Madero, com pão crocante assado na hora, hambúrguer de pernil grelhado, alface e tomate frescos, cebola assada, cheddar especial e maionese artesanal bem poderia se tornar um clássico para a galeria dos grandes burguers. Vem acompanhado de batatas fritas. Pedi que o meu viesse no pão integral e me dei altamente bem. Voltarei. Preciso passar embaixo daquela mesa.

Av. Cândido Hartmann, 887, Champagnat
(41) 3095-5900

madero_champagnat_210916-5

Mezanino das Artes

Uma das Casas mais charmosas de Curitiba, o Mezanino das Artes é aquele tipo de lugar que consegue reunir Arte, Cultura e excelente Gastronomia com sutileza. Fundada há pouco mais de três anos pelo casal de paulistanos Ian e Izabel Rapoport, tudo nesse pequeno templo traz a digital dos dois, que são gente fina, elegante e sincera. Das reproduções das principais obras de arte mundiais sobre as paredes de pé-direito alto, passando pela movimentada programação cultural que a Casa costuma oferecer, até os pratos que saem da cozinha variada. E foi o próprio Ian quem criou os dois sanduíches participantes do Festival. Eu, que não dispenso uma novidade bem original, fui de American Burguer. Inspirado no way of life americano, ele chega com um baita hambúrguer de fraldinha sobre hash brown de muçarela – aglomerado de batatas chapeado – creme de gorgonzola e rúcula, tudo acompanhado de Milk Shake de chocolate, como reza a boa cartilha americana. Enquanto eu tentava me conter e não mergulhar de cabeça na minha linda e deliciosa escolha, o Ian me dizia que a inspiração para o ambiente único do Mezanino veio da art-nouveau, arte inserida no cotidiano. Eu, naturalmente, não queria ir embora. Esse tipo de coisa, além de uma boa conversa em boa mesa, me prende.

Al. Dr. Carlos de Carvalho, 805, Batel
(41) 3222-3439

mezanino_das_artes_220916-3

Sunrise Sushibar

Quem vai ao sushibar em busca de hambúrguer? O CWBurguer Fest. E a Tutano Gastronomia. E se dão Altamente bem. E a Tutano ainda sai indicando para os seus leitores. O Sunrise Sushi Bar, idealizado e fundado pelo Gabriel Raeder, está completando um ano de operação e já nasceu parecendo “gente grande” entre as inúmeras Casas orientais em Curitiba. Podem falar o que for do Gabriel, menos que ele é apegado a dogmas. Ele usa sim a formação em gastronomia da PUC e experiência na cozinha de Casas como Hwa Kuo e faz releituras na cozinha japonesa. Um belo exemplo disso são as criações dele para o Festival. A minha escolha foi o Sushi-Burguer: arroz com especiarias em formato de pão, finas fatias de salmão fresco, mostarda crespa e cogumelos shitake. Coisa mais linda. Tudo acompanhado por um espetinho de hot philadelphia. Ficou com vontade de parar tudo e sair correndo para o endereço? Faça isso. Você vai encontrar um cardápio bem equilibrado, repleto das “travessuras” do Gabriel e do chef sushi maringaense, Thiago Toyosato. Esses meninos não têm medo. E a Casa onde se encontra o sushibar é muito aconchegante, com direito a um jardim japonês suspenso onde se pode realizar um happy hour à luz do pôr do sol, com os pés naquela grama bem fina.

Rua Gastão Câmara, 251, Bigorrilho
(41) 3501-8002

sunrise_200916-11

Funiculí Pizza, Pasta e Panini

Eis um pequeno templo para quem busca grandes experiências gastronômicas. Fundado pelo jovem Chef Dudu Sperandio, do Ernesto Ristorante, cada mínimo detalhe dessa pequena Grande Casa ecoa uma das coisas mais importantes na gastronomia quando ela converge com a Arte: coerência. Talvez por isso o neon que sinaliza Funiculí para a rua leve as cores da bandeira italiana. Talvez seja por causa dessa coerência que a cozinha com um enorme fogão a lenha seja totalmente integrada ao salão com cara de cantina. Pode ser que seja pela mesma linha coerente que esse pedacinho da Itália em Curitiba venha se tornando referência ao oferecer uma das mais incríveis massas de pizza da capital. Provavelmente mais uma pista por que o Chef Dudu decidiu servir suas duas criações para o CWBurguer Fest sobre essa massa, resultando em dois dos burguers mais originais de todo o circuito. Escolhi o Hambúrguer Foie Gras: hambúrguer com foie gras e cebola caramelizada no vinho tinto, rúcula, aiole e mussarela. Acompanha rústica porção de batata doce. Já morei na Itália, onde gostava de ser chamado de Caesar simplesmente por estar lá. Pois em Curitiba, quem abre um endereço como o Funiculí na simpática ruazinha arborizada do bairro das Mercês, onde ele se encontra, é rei.

Rua Myltho Anselmo da Silva, 1439, Mercês
(41) 3079-5477

Foto: Funiculí

CWBurguer Fest

Quando?

16 de setembro a 2 de outubro

Quanto custa?

R$ 27,50 (uma opção de hambúrguer + acompanhamento)

Conheça todas as hamburguerias participantes aqui

André Bezerra é diretor da Monstro Animal, produtora de eventos.
COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(4)
  • Excelente
    3
  • Muito bom
    1
  • Normal
    0
  • Ruim
    0
  • Horrível
    0
DÊ SUA NOTA: