ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

24º Selo Tutano vai para o Gastronomia Paraná

19 de julho de 2018

(7)
Essa semana premiamos uma iniciativa que impulsiona a culinária paranaense

Gastronomia é arte, técnica e prática. Mas também é economia, sociologia e história. Nosso 24º Selo Tutano vai para uma iniciativa especial, que vem inspirando e engrandecendo todos esses elementos dentro da culinária paranaense. Estamos falando do Gastronomia Paraná.

O projeto nasceu dentro da Paraná Turismo e é uma prova de que a iniciativa pública pode (e deve) atuar na valorização do nosso alimento. Desde como ele é manipulado até como chega até nós. E a Gastronomia é um elemento chave na identidade cultural de um povo.

Jussara Voss, jornalista especializada em gastronomia, é quem rege com maestria o projeto. Uma das frentes de atuação é no turismo de experiência. Até porque, destino de férias é muito mais que visitar pontos históricos e praias paradisíacas. Viajar é vivenciar a cultura de um povo. E nada melhor que fazer isso através da gastronomia! Conhecer ingredientes e preparos locais faz parte da bagagem que a gente quer levar de volta, não é mesmo?

Intercâmbio cultural

Para impulsionar o turismo de experiência no Paraná, o projeto atua na busca pela valorização da culinária local, através de eventos e aproximando os chefs paranaenses de chefs renomados fora do país. Abriram as portas, por exemplo, para o chef Lênin Palhano, do restaurante Nomade, estagiar no restaurante Central, em Lima, do chef peruano Virgilio Martínez. O 2º melhor restaurante da América Latina e 6º do mundo, segundo o The World’s 50 Best Restaurants de 2018.

Lênin também passou um tempo conhecendo o restaurante Lasai, no Rio de Janeiro, do chef Rafa Costa e Silva. E no Epice, em São Paulo, do chef paranaense Alberto Landgraf.

Mas a Jussara conta que o objetivo de aproximações como esta não é para replicar aqui o que acontece por lá não. “Passamos muito tempo copiando o que vinha de fora. Nosso movimento agora é inverso. Conhecer o que os melhores chefs do mundo fazem, mas também olhar para o quintal das nossas avós e tentar encontrar um futuro, uma identidade, balanceando tudo isso”.

Barreado

Barreado. Foto: Divulgação

Mapeamento de pratos típicos paranaenses

Nossa culinária recebeu (e recebe) influência de imigrantes de todos os lados. Dos indígenas, passando pelos portugueses que embarcaram por aqui, depois os alemães e italianos no século XIX, seguidos pelos japoneses e árabes, no século XX. E o Gastronomia Paraná tem mapeado o resultado desse balaio delicioso.

“Os costumes existem, mas as pessoas acham que aquilo não tem muito valor comercial e cultural. Nosso papel é, além de reforçar que nossos ingredientes e preparos tem sim valor como documento histórico, mostrar o potencial comercial enorme que têm, através do turismo, por exemplo”, explica Jussara.

Carne de onça

Carne de onça. Foto: Divulgação

 

O Paraná já tem vários pratos reconhecidos como patrimônio cultural imaterial, como o barreado, a quirera com suã e a carne de onça. Já o pão no bafo foi um caso de sucesso que o projeto ajudou a agregar essa lista.

A receita consiste em um pão fermentado e cozido no vapor, com um molho que leva carne de porco e repolho. Adaptada dos imigrantes russos, foi iniciativa da chef Rosane Radecki, do restaurante Girassol, em Palmeira.

A cidade não tinha um prato típico, e agora já virou parada obrigatória de quem faz o trajeto Curitiba-Ponta Grossa provar o patrimônio imaterial.

Balcão Paraná no Mesa São Paulo

Balcão Paraná no Mesa São Paulo

 

 

Além dessas iniciativas, o Gastronomia Paraná já fez de tudo um pouco ao longo desses cinco anos. Realizou eventos como o Mesa ao Vivo Paraná e o Festival de Criatividade e participou de outros, como o Feira da Farofa. Todos muito importantes na divulgação da culinária do estado.

Na Semana Mesa São Paulo, por exemplo, da revista Prazeres da Mesa, tivemos o maior estande dos estados que participaram do evento, com 70 representantes paranaenses mostrando pratos típicos e produtos locais.

Por atuar em tantas frentes na promoção do nosso estado e se empenhar de maneira exemplar no resgate da nossa cultura, é que o Gastronomia Paraná merece nosso Selo Tutano – e todo nosso amor. <3

Patrocinadores

Bodebrown
Stampa Food

Leia Mais

Selo Tutano para o Bar do Victor
Selo Tutano da semana vai para o Quitutto
Anis Presto também é Selo Tutano!
Pizzaria em Curitiba leva o Selo Tutano, a Funiculì

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(7)
  • Excelente
    7
  • Muito bom
    0
  • Normal
    0
  • Ruim
    0
  • Horrível
    0
DÊ SUA NOTA: