ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

30º Selo Tutano vai para a Gastromotiva

30 de agosto de 2018

(22)
A iniciativa é como uma locomotiva sem freio que trilha um caminho de transformação social e tem a gastronomia como maquinista

Como a gastronomia pode transformar uma sociedade? Foi essa a pulga atrás da orelha que acompanhou toda a juventude do chef e empreendedor David Hertz, filho de uma tradicional família judaica de Curitiba. Em busca de uma receita de vida ideal, trocou o calor da cozinha de um restaurante paulista pelo calor dos olhares atentos dos jovens da comunidade da Jaguaré. Ensinou os manejos da cozinha para jovens como Uridéia Costa, que já tinha passado fome, estava ali apenas para não depender mais de sua mãe.

A admiração mútua foi instantânea. Mas foi só um ano depois (2004), quando Uridéia palestrou na ONU sobre como a experiência mudou sua vida, que tudo se encaixou como uma luva (só que de cozinha), na receita da vida de David. Com ela em mãos, tirou do forno a Gastromotiva.

Com apenas três mil reais, David e Uridéia sentados na mesa da cozinha dele, serviram uma refeição completa, com sonhos de entrada, ideias mirabolantes como prato principal e coragem de sobremesa, tudo à vontade. Com ajuda da Artemísia, rede de apoio a negócios sociais, cozinharam o projeto de impulsionamento da gastronomia social em banho-maria. Mas sabe aquele clichê do “quem acredita sempre alcança?” Então.

Hoje, 12 anos depois, a iniciativa criou braços longos e conta com MUITA gente envolvida. Como uma locomotiva sem freios, o movimento trilhou caminhos árduos, mas chegou até as principais capitais brasileiras e cidades no México, África do Sul e El Salvador. Guiada com muito cuidado pelo maquinista da transformação social, o foco é CAPACITAR e APOIAR jovens e microempreendedores dentro da gastronomia. O lema diz tudo: não basta a comida ser boa, ela também precisa fazer bem para a sociedade.

Cardápio de atividades

Aprendizes Turma VII Gastromotiva. Foto Divulgação

Estruturalmente o maior empreendimento do Gastromotiva, o Reffetorio, no Rio de Janeiro, é como uma boa entrada, por representar bem o conceito do projeto e deixar a gente animado com o que vem por aí. Surgiu de uma inquietação básica de que enquanto um terço do alimento produzido no mundo é jogado fora, milhões de pessoas passam fome todos os dias. O projeto foi lançado durante os Jogos Olímpicos do Rio, e hoje funciona como um restaurante-escola, com um curso de cozinheiro profissional com ênfase em Gastronomia Social, com a premissa de que recuperar os alimentos é tão importante quanto promover a dignidade das pessoas.

O Curso Profissionalizante de Cozinha é o carro-chefe da casa. Mais do que ensinar técnicas culinárias e formar os mais de dois mil ajudantes de cozinha, o curso foca no desenvolvimento de uma forma completa, como seres humanos. Já com o curso Empreenda: Faça e Venda é tipo aquele queridinho do menu executivo, com foco na inclusão social e empoderamento, ajuda a galera a tirar do papel aquelas ideias que parecem mirabolantes e impossíveis.

Super Liga Gastromotiva. Foto Divulgação Site

O projeto que caminha em paralelo e é como a sobremesa (afinal nada mais doce que sorriso de criança) é a Super Liga. A proposta é alertar sobre os problemas da obesidade infantil e conscientizar sobre a importância de uma alimentação saudável através de oficinas e atividades lúdicas. Já o Projeto Gastronomia nos Presídios, de capacitação para reclusos, é como aquele cafezinho no final, que vem acrescentar dando um toque final ideal na refeição.

Mas além desse cardápio de atuações incríveis, se você ainda precisa de mais um gastromotivo para acreditar que a iniciativa merece o 30° Selo Tutano, toma: cada um dos gastromotivadores se doam por COMPLETO, sabe? É bonito demais ver essa galera em ação porque você sente lá dentro como todo mundo atua com o coração.

O Gastromotiva encerra o ciclo de Selos Tutano

Sim, sua quinta-feira nunca mais será a mesma após essas últimas 30 semanas ininterruptas de indicações. Mas calma, você vai sobreviver! E a razão é simples. Nosso último Selo deixa na boca o gostinho de união-faz-a-força (clichê de novo, desculpem, estamos emocionados) sem igual.

Nossos selos foram entregues como reconhecimentos dados aos nossos lugares queridinhos, mas mais do que isso. Desde os botecos mais raízes até o restaurantes mais tops, todos que receberam nosso selo têm um diferencial: fazem o que fazem com ALMA. Por isso, nada melhor que uma iniciativa 100% ALMA como o Gastromotiva para encerrar com selo-de-ouro, né?

Daqui pra frente, sempre que bater uma bad vendo as horripilantes notícias nos jornais da vida, mentalize: “acredito, acredito, eu acredito na GASTRONOMIA COMO TRANSFORMAÇÃO SOCIAL”.

Leia mais:

Restaurante Manu ganha Selo Tutano
Madalosso é Selo Tutano
Selo Tutano vai para boteco em Curitiba, o Bar do Toninho
Armazém Califórnia é Selo Tutano Gastronomia

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(22)
  • Excelente
    17
  • Muito bom
    1
  • Normal
    1
  • Ruim
    2
  • Horrível
    1
DÊ SUA NOTA:
COMENTÁRIOS
  • Parabéns Gastromotiva 👏👏👏