ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

A última refeição de Mart’nália

24 de maio de 2016

(1)


O ziriguidum está no sangue de Mart’nália, herança do pai que montou esse nome diferente com apóstrofo no meio. Martinho (da Vila) de um lado, Anália – a mãe – do outro. É dessas artistas carregadas de talento: cantora, compositora, percussionista e com o samba da Vila Isabel no pé. Mas falando em pé, chegamos no trabalho e que colocou a artista em um caminho até então desconhecido pela artista: o de atriz. Em 2015 ela fez parte do elenco da série Pé na Cova, da TV Globo. O programa retratava o dia a dia de uma família dona de uma funerária. Bem, funerária, pé na cova, humor negro… Mart’nália, diz aí como seria a sua última refeição!

O que não poderia faltar na mesa da sua última refeição?

Bacalhau.

Quem prepararia este prato?

Claude Troisgros.

E a bebida para acompanhar?

Cerveja. É a única coisa que bebo além de água.

Você gostaria que alguém, em especial, te servisse? Quem?

Seria ele mesmo, Claude Troisgros. Um grande chef como ele não deixaria outra pessoa me servir… (risos)

Onde seria? Descreva o ambiente.

No restaurante dele, Olympe, no Rio de Janeiro.

Quem estaria presente?

Alguns dos meus amigos.

Que som você escolheria para embalar sua despedida?

Todos os sons. Gostaria de ouvir muita coisa, tipo as cantoras que amo: Nana Caymmi, Maria Bethânia, Gal, Billie, Aretha, Sade etc. Além dos compositores que gravo em meus discos: Djavan, Caetano, Gil, Martinho da Vila, zélia Duncan, Ivan Lins, Guilherme Arantes etc.

E a roupa? O que estaria vestindo?

Roupa azul e branca… Vila Isabel! (risos)

Mais algum detalhe indispensável?

Cerveja muitooooo geladaaaaaa.

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(1)
  • Excelente
    1
  • Muito bom
    0
  • Normal
    0
  • Ruim
    0
  • Horrível
    0
DÊ SUA NOTA: