ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

Para saborear com a lareira acesa

10 de maio de 2016

(0)
A chocolatier Polyana Rodrigues, da Grué Chocolateria, ensina a fazer uma torta de chocolate com vinho do porto e pinhão

Quem tem o péssimo hábito de abrir a geladeira para pensar, divaga sobre vida e morte da bezerra ou monta uma planilha mental do que tem para fazer no dia seguinte. O tema é livre.

Mas, quando nessa situação, é comum que três potes plásticos e uma panela chamem a sua atenção para interromper solenemente o nirvana de breves minutos em que você estava. Os pensamentos de tranquilidade começam a se transformar: o que fazer com sobra de macarrão, pizza e pudim? Será que isso já estragou? Para evitar que o puro relaxamento se torne preocupação crônica, muita gente não tem dúvidas: joga tudo na panela e faz aquele jambalaya bem duvidoso. Não sem antes fechar a geladeira.

Pena que molho madeira não combina muito bem com bacalhau e pizza não vai muito bem com feijão. Poucos têm a sorte de ter sobras perfeitamente harmonizadas para um “restô d’ontê” de gala, com ingredientes selecionados. Além disso, o fator criatividade conta pontos na hora de criar combinações gastronômicas inusitadas. Gulosos sabem da importância de comer os melhores ingredientes simultaneamente, vide o clássico curitibano X-Montanha, a combinação perfeita entre hambúrguer, pastel e bolinho de carne, tudo junto, ao mesmo tempo e agora.

Assim nasceu uma torta de pinhão, vinho e chocolate que merece ser saboreada perto de uma lareira acesa.

E, apesar de estar em um paralelo muito distante do X-Montanha, a chocolatier Polyana Rodrigues, da Grué Chocolateria, alcançou proeza similar, atingindo o estado da arte das belas misturas. Reza a lenda que, em um dia de inverno diante de suas guloseimas típicas  favoritas, a chef perguntou-se “por que não?” e criou a sobremesa tema desta seção. Assim nasceu uma torta de pinhão, vinho e chocolate que merece ser saboreada perto do calorzinho invernal de uma lareira acesa. Portanto, da próxima vez em que você estiver na presença de ingredientes que fazem o seu coração bater mais forte, use a criatividade e invente uma receita.

Como diz a máxima do Mark Twain que é mantra aqui na Tutano: “Parte do segredo do sucesso na vida é comer o que você gosta e deixar que os alimentos se entendam lá dentro” – mas, se eles se entenderem fora, melhor ainda!

Torta de chocolate com vinho do porto e pinhão

Massa:
  • 250 g de farinha de trigo
  • 20 g de cacau em pó
  • 125 g de manteiga sem sal
  • 25 g de açúcar refinado
  • 1 gema

Preaqueça o forno e misture todos os ingredientes até formar uma massa lisa. Abra a massa em 25 cm de diâmetro e deixe descansar na geladeira por 30 minutos. Faça furos com o auxílio de um garfo e asse a 180 graus por 20 minutos.

Ganache de vinho do porto:
  • 200 g de chocolate branco
  • 85 ml de vinho do porto

Derreta o chocolate em banho-maria e depois acrescente o vinho. Misture bem até formar um creme liso e deixe descansar por uma hora.

Ganache de chocolate amargo:
  • 400 g de chocolate amargo 60%
  • 260 g de creme de leite fresco

Ferva o creme de leite, depois misture o chocolate picado, mexendo até formar um creme liso. Deixe descansar, fora da geladeira, por uma hora.

Praliné de pinhão:
  • 30 pinhões cozidos
  • 20 ml de conhaque

Descasque os pinhões e triture-os com o auxílio de um processador. Em fogo médio, use uma frigideira para flambar essa farofa de pinhão, deixe no fogo até que libere a umidade e fique levemente crocante.

Finalização:

Espalhe sobre a massa assada e fria a ganache de vinho, formando uma fina camada, e depois coloque a ganache de chocolate e finalize a torta com o praliné de pinhão.

Prefere ver o passo a passo? Clique na receita de torta de chocolate com vinho do porto e pinhão

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(0)
  • Excelente
    0
  • Muito bom
    0
  • Normal
    0
  • Ruim
    0
  • Horrível
    0
DÊ SUA NOTA: