ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

10 bares e restaurantes do centro de Curitiba

29 de junho de 2016

(12)
Confira alguns pontos gastronômicos da área que fervilha durante o dia e fica vazia durante a noite

Se um dia você se perder pelo centrão da cidade, não se preocupe: fome você não vai passar. Pelo menos é o que garante Felipe Gollnick, que desliza pelas ruas do centro com a fluência de quem já foi assaltado algumas vezes.

BarBaran

Pão com bolinho, Serra Malte e uma boa conversa com seus amigos no BarBaran: a felicidade está nessas pequenas coisas da vida. Anos atrás, comemorei meu aniversário lá: desde então, o dono Igor Baran me cumprimenta pelo nome e com efusividade toda vez que vou pagar a conta, e sei que o mesmo acontece com outros tantos frequentadores. Mas confesso que sinto saudades de quando o lugar era menos bombado, os velhinhos ainda jogavam canastra pelas mesas e era possível conversar com a pessoa ao lado sem berrar.

Al. Augusto Stellfeld, 799, Centro.
(41) 3322-2912

barbaran

Buffet Zhen

Quebra-galho para almoços rápidos: um belo buffet que mistura comida japonesa e brasileira com fluência e honestidade. Só não caia na besteira de ir lá bem na hora em que acabam as aulas nos colégios dos arredores.

Rua Comendador Araújo, 91, Centro.
(41) 3233-9326

zhen

Bar Stuart

Quando vou ao Stuart, sinto que estou esquecendo alguma coisa… Seria a gravata-borboleta? Bom, é o bar mais antigo em funcionamento em Curitiba. Dizem que o coringa do cardápio são os testículos de touro. Nunca tive a audácia de experimentá-los; sou fã é do sanduíche de pernil com verde, cujas moléculas parecem se encaixar perfeitamente dentro do meu estômago com as de uma Stella Artois servida na taça, gelada.

Praça Osório, 427, Centro.
(41) 3323-5504

La Gondola, Triângulo e Mignon

Minha ideia de almoço preguiçoso de sábado é aquele em que você se senta em pleno calçadão da Rua XV, em frente ao Bondinho, nas mesinhas pretas embaixo daquela cobertura roxa bizarra. Ali, são três estabelecimentos, todos com as mesmas mesinhas pretas sem identificação, e você tem que confiar no instinto para conseguir se sentar na mesa do restaurante escolhido. Se você parar no Mignon, peça pela alcatra (dã), que vem em uma peça tão grande que sinto vontade de abraçá-la carinhosamente enquanto vejo o movimento na rua.

La Gôndola: Rua XV de Novembro, 30, Centro.
(41) 3223-7838

Triângulo: Rua XV de Novembro, 42, Centro.
(41) 3014-4850

Mignon: Rua XV de Novembro, 42, Centro.
(41) 3222-3216

Foto: Bar Mignon

Restaurante Imperial

Certa manhã, durante uma ressaca covardemente contraída em plena sexta-feira, alguém na firma sugeriu: “Vamos ao Imperial?”. A ideia não poderia ter sido melhor. O bife à parmegiana salvou o dia (auxiliado, é bom dizer, por uma Coca-Cola); o toque de ouro foi o prato ter sido servido pelo Pedro “Periga”, um dos mais antigos garçons de Curitiba. Desde então, guardo um carinho especial pelo lugar.

Rua José Loureiro, 135, Centro.
(41) 3222-1323

Foto: Restaurante Imperial

Tempero de Minas

Perco o foco da comida toda vez que vou ao restaurante mineiro comandado por Levir Culpi e sua família. O motivo? Camisas de times de futebol dos anos 90 autografadas e penduradas pela parede. A comida é sensacional, mas, cara, esse design boleiro dos anos 90 é simplesmente demais.

Rua Marechal Deodoro, 303, Centro.
(41) 3224-0403

tempero de minas

Queen’s Snooker Burger Bar

Um clássico de ares cavernosos nos arredores do Terminal Guadalupe. Em dias de semana, peça um almoço executivo e ganhe 45 minutos de sinuca como cortesia – mas ainda não testei a precisão do meu taco por lá (cof cof). Não faça como eu e acredite no garçom quando ele fala que o prato é generoso.

Rua André de Barros, 638, Centro.
(41) 3022-4390

queens_snooker_bar

La Paula Lanches

O quintal de casa deste piá de prédio que vos escreve. Gloriosamente comandado há décadas pela dona Paula, senhora com jeitão efusivo e meio italiano. Foi lá que assisti àquele jogo do Paraná Clube contra o Real Potosí na Libertadores e, pior, àquele empate do Brasil com Portugal na Copa de 2010. Com porções generosas e cervejas geladas que brotam na sua mesa por geração espontânea, é exatamente o que você quer de um boteco.

Rua Dr. Pedrosa, 247, Centro.
(41) 3233-3626

la_paula_lanches

Condor – Bar e Lanches

Muito mais conhecido como Bar do Bigode, localizado na fronteira final entre Centro e Batel. Na primeira vez que fui lá, meus amigos me instruíram a pegar eu mesmo uma cerveja na geladeira. De repente, um resmungo: “Não bate essa porta!”. De trás do balcão, era Juvenil de Andrade, dono de um voluptuoso bigode branco.

Rua Dr. Pedrosa, 462, Centro.
(41) 3232-1475

Avenida Paulista Pizza Bar

Ok, pelo menos um lugar da lista tinha que ser chique: leve o broto (deixem que eu use essa expressão, por favor) para jantar no Avenida Paulista e pegue uma mesa no segundo andar. Pizzas servidas na Europa não são tão boas quanto essa. Se for harmonizar com vinho, tenha cuidado na hora de descer a escada gigante ao ir embora.

Rua Emiliano Perneta, 680, Centro.
(41) 3322-4580

avenida_paulista

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(12)
  • Excelente
    8
  • Muito bom
    3
  • Normal
    0
  • Ruim
    1
  • Horrível
    0
DÊ SUA NOTA:
COMENTÁRIOS
  • Muito massa essa lista!

  • Uma outra opção no centro também é o Manekos, em frente ao Stuart.

  • Betão, crie coragem e experimente o testículo de touro do Bar Stuart. Foi o primeiro prato exótico que comi na vida, era pequeno e meu pai me levou lá. Fiz cara de nojinho só de ouvir o nome, onde já se viu? Pois na primeira mastigada, as trombetas do paraíso das papilas gustativas soaram e eu comi o prato inteiro sem dó. Já converti vários amigos/as e minha esposa com esse prato fabuloso e junto com um chopp bem gelado, fica perfeito!

  • Muito interessante.. Já estive em alguns

  • Adorei as dicas! ;)