ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

Cervejas artesanais para iniciantes

13 de abril de 2018

(23)
Com a ajuda do mestre cervejeiro da Bodebrown, Samuel Cavalcanti

Chegou ao bar e se deparou com opções de chope: Apa, Ipa, English Pale Ale e Pilsen. Você não fazia ideia do que significava cada um, por isso mandou o mais barato para dentro, porque, afinal “chope é tudo a mesma coisa”. Saiba, meu caro pupilo, que essa é a maior heresia que você poderia dizer. Cada um desses estilos têm características que os definem e os diferem, desde sabor, aroma, textura/corpo, cor, teor alcoólico, diferentes maltes, Leveduras para fermentacoes,  amargor e tipo de lúpulo usado na fabricação.

Para que você não manje apenas de levantar o copo, mas entenda um pouco mais sobre esse universo das cervejas artesanais, a Tutano fez esse textinho maroto para iniciantes na arte de saborear a bebida que é paixão nacional. Até os que não gostam de cerveja vão querer tomar um golinho, só para ver se identificam cada estilo. Com a ajuda do mestre cervejeiro Samuel Cavalcanti, da Bodebrown, habemus informações úteis para você.

As cervejas da família Pale Ale tem origem inglesa, na região de Burton-On-Trent, onde foram difundidas as primeiras cervejas do tipo Ale. Elas são de alta fermentação e fermentam em temperaturas mais altas comparadas às fermentações das conhecidas Lagers e têm sabor levemente frutado, com médio amargor e maltado evidente.

Mas a história é longa e esse é só o início. Um belo dia, os amigos europeus começam a exportar o produto — GRAÇAS A DEUS —, fazendo nascer variações, como a India Pale Ale (IPA) exportada para a Índia,  American Pale Ale (APA), que começa na Califórnia na década de 70 com uso dos novos lúpulos, sendo mais uma dissidência das Pale Ale inglesas, por exemplo.

Reza a lenda de que nas jornadas dos colonizadores até a Índia, ao enviar as cervejas inglesas Pale Ale, elas chegavam deterioradas no destino. Para resolver o problema, as cervejas a serem enviadas eram incrementadas com mais lúpulo, que minimizava a contaminação e a acidez. Assim nasceu a cerveja India Pale Ale, que costuma ser mais forte, com teor alcoólico e amargor um pouco maior que as cervejas inglesas.

Já as APA, tem uma conotação diferente por conta dos lúpulos usado, que são de origem norte-americana. As características desses lúpulos são mais cítricas e frutadas, enquanto os ingleses são mais resinosos e herbais.

“Mas e a Pilsen, Tutano?”. Esse estilo nasceu na República Tcheca. São cervejas de baixa fermentação, baixa temperatura, médio para alto amargor e com sabor de cereal, maltado e caramelo. Essa cerveja é típica da região de Pilsen, por isso leva esse nome, e utiliza lúpulos florais como Saaz e ou lúpulos germânicos tipo Hallertau. Uma autêntica cerveja do estilo Pilsen tem amargor mais evidente, aroma de cerais com sabor bem maltado, além de coloração amarelo ouro.  É a cerveja com aquela cor bonita de amarelo ouro bem dourado, leve, fácil de beber e refrescante – você salivou agora que eu sei!

“Ah, é igual as que eu compro no mercado, cujo o nome não dá para falar!”. Não, Padawan. Essas cervejas não podem ser consideradas “Pilsen ou Pilsners” porque não preservam algumas das características que definem esse estilo de denominação de origem (cidade de Plzeň). Essas grandes empresas, ao produzirem em larga escala, vão retirando o malte e lúpulo para retirar a rejeição da cerveja, deixando-a mais fraca e leve. Essas cervejas devem ser chamadas de Standard American Lager, cerveja que acaba representando o menor índice de rejeição possível.

Como harmonizar?

English Pale Ale: filé mignon com pimenta, peperoni, nachos, salmão assado com alcaparras, legumes na brasa com azeite de oliva ou manteiga, linguiças e carne assada.

India Pale Ale (IPA): carne assada, chouriço, guacamole, salmão.

American Pale Ale (APA): comida mexicana, carne assada, amêndoa, cuscuz, atum, pimentão recheado, pizza de calabresa e hambúrguer.

Pilsen: frutos do mar, pizza de mussarela de búfala, salada de folhas verdes, salames, sanduíche de salmão defumado e sopas.

Esta publicação é uma parceria com a Bodebrown.

Leia mais:

Old West, por André Bezerra
Bar do Alemão, por André Bezerra

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(23)
  • Excelente
    20
  • Muito bom
    0
  • Normal
    0
  • Ruim
    1
  • Horrível
    2
DÊ SUA NOTA: