ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

Baião de dois para fazer as pazes

12 de maio de 2016

(0)
Receita fácil de baião de dois perfeita para o casal fazer as pazes: por Tiago Vidal

Todo casal um dia vai passar por um arranca-rabo danado, é inevitável. Talvez seja porque ele mastiga fazendo barulhos obscuros, talvez porque ela coloca o açúcar na xícara depois do café e sempre faz aquela bolota nojenta na colherinha. Ou porque quando ele chega encontra ela na janela, vai procurar na panela e não tem nada para jantar. Se o motivo para desquitar foi porque ele gosta do feijão por cima (certo) e ela prefere o arroz (errado), talvez seja hora de discutir a relação. E que forma melhor de resolver isso do que misturar os dois em um panelão, de um jeito que fique bom para todo mundo? Basta acrescentar um monte de pedacinhos de carnes variadas à conversa para seguir em frente e selar essa união de sabores, passando por cima dos desentendimentos como dois pombinhos apaixonados com a pança cheia de calabresa, charque e bacon. E se o baião é bom sozinho, quem dirá baião de dois. Uma delícia resolvedora de tretas que vem lá do Nordeste, onde mainha e painho dão fim a qualquer moléstia com amor, carinho e gorduras mais pesadas que qualquer discussão. Quem aguenta brigar depois de comer uma cabeça de bode ou essa deliciosa iguaria dos food trucks sertanejos? Portanto, mostre quem é o mestre do forró gastronômico e ponha a mão na massa. Afinal, tudo o que um bom relacionamento precisa é de um temperinho e calorias para esquentar as coisas.

Ingredientes

  • 2 xícaras de feijão-de-corda
  • 1 xícara de arroz
  • 1⁄2 cebola picada
  • 1 linguiça calabresa
  • 100 g de bacon
  • 1 paio
  • 2 dentes de alho
  • 300 g de carne seca
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 1 xícara de queijo coalho
  • sal, pimenta-do-reino e coentro

Modo de preparo

_MG_7331

Antes de mais nada, arrume um bom tênis. Você vai precisar dele pra fazer o rolê atrás de alguns ingredientes raros em certas faunas culinárias do país. Um deles é o feijão-de-corda, que felizmente encontrei na feira antes de um crackudão começar a bagunçar o coreto nas barraquinhas. Enfim, prepare o tal feijão com cebola, alho e louro até que fique cozido.

Enquanto isso pique bem a cebola, o alho, o coentro, o queijo coalho e todas as variedades de embutidos suínos que você adquiriu. Derreta a manteiga em uma panela, fritando o alho e as carnes. Você pode dessalgar o charque 12 horas antes, perdendo um tempo valioso da sua vida, ou comprar aquela Vapza pronta que é bem mais prática. Discuta com seu par romântico e decidam pela melhor opção. Então cozinhe o arroz na água que sobrou do feijão. Ponha os dois na panela e misture tudo. Tempere com pimenta-do-reino e acrescente o queijo coalho. Encerre a discussão com coentro picado (ou comece outra, já que coentro é sempre polêmico).

Tiago Vidal Dutra pratica a gangsta cuisine, a cozinha das ruas, feita com o que tem em casa e sem muita frescura, e acredita que ir além do Miojo® é possível para todo mundo. Após suas tentativas de chef, publica as receitas no blog aziaavemaria.wordpress.com

Artigo de: Tiago Vidal

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(0)
  • Excelente
    0
  • Muito bom
    0
  • Normal
    0
  • Ruim
    0
  • Horrível
    0
DÊ SUA NOTA: