ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

5 lugares para comer “Churrasco de Igreja”

11 de outubro de 2017

(25)
Reunimos um circuito que é de comer rezando

Originalmente criado para arrecadar fundos às paróquias, o Churrasco de Igreja é tradicional nos estados do Paraná e Santa Catarina. Por aqui algumas pessoas se referem a ele como “alcatrão” ou “Filé de Igreja”, que é uma parte nobre do traseiro do boi, composta do mignon, contra-filé e fraldinha. O mesmo corte, porém mais alto e sem a fraldinha, é a Bisteca Fiorentina, muito apreciada na Itália e também conhecida como T-bone. O churrasco de igreja tradicional fica marinando em diversos temperos e especiarias, muitas vezes de um dia para o outro. Mas, cada um tem seu jeito de fazer churrasco no Brasil, por isso algumas pessoas preferem usar somente sal. Ele geralmente chega à mesa acompanhado de salada de tomate e cebola, maionese de batatas, farofa, arroz branco e pão francês. Aqui em Curitiba tem restaurante fazendo diferente. Olha só o que encontramos:

Schnaps Bar

Terceiro colocado no concurso Comida di Buteco desse ano, o Schnaps tem uma cozinha extraordinária. Dela, além de petiscos incríveis, saem alguns pratos tradicionais, como o bife à parmegiana e a macarronada com posta. Esta última, apenas aos domingos.

O churrasco de igreja é servido aos sábados e domingos, no almoço, que tem horário estendido. Se você chegar ao Schnaps às 17h, vai receber o mesmo atendimento cordial e se deliciar com um filé tipo aqueles que o Fred Flintstone comia. Além de grande, ele é muito macio e bem temperado – fica marinado de um dia para o outro, no tempero do João. Os acompanhamentos também são deliciosos. Destaque para a maionese de batata da Zize e a cebola cortada bem fina. O Schnaps é destino perfeito para quem quer ter atendimento afetuoso, ambiente familiar e comer sem pressa no final de semana.

Preço: R$88,00, serve de duas a três pessoas.
Dica Tutano: sente na varanda e peça um rollmops de aperitivo. Para quem gosta desse acepipe, o Schnaps serve um dos melhores da cidade.

André Zanetti, 129
Terça-feira a domingo, mas serve o churrasco nos almoços de sábado e domingos

Black Horse

Essa casa bem podia ser de uma fazenda nos Pampas. Ela é o resultado do encontro da Paula Caron e do Jair. Ela, de família de fazendeiros de gado e cozinheira de mão cheia. Ele trabalhou, durante mais de 15 anos, com o Beto Madalosso e gerenciou o Forneria Copacabana ao longo de boa parte deles.

O Black Horse já nasceu com cara de fazenda e a carne servida ali consiste em cortes do gado criado nas fazendas da família Caron, no norte do Paraná. São cortes diferenciados a preços competitivos. Pensando nisso, ligamos para o Jair enquanto realizávamos nosso circuito. Era um dia de semana, perto de duas e meia da tarde:

– Jair, tem churrasco de igreja aí, tipo agora, nesse momento?

– Sim.

– Mas tem que ser daquele completo, com saladinhas, farofa e tudo mais. Tem?

– Sim. E tem um chimichurri, receita da casa.

O churrasco de igreja do Black Horse é uma experiência para quem gosta de comer rezando. O Jair explicou que preferem não marinar, uma vez que a carne deles já é muito macia. Tudo é caseiro, saboroso, a cozinha desse casal tem muita personalidade, ninguém tem medo na churrasqueira do Black Horse. O churrasco do chamado “boi natural” vem marcado a ferro e brasa com as iniciais do restaurante, o sabor é surpreendente.

Preço: R$47,90.
Dica Tutano: não perca o chimichurri da Paula e do Jair.

Rua Albano Reis , 471 , Ahú
Segunda a sábado, 11h30 às 23h30; domingos, até 15h30

Filé de Igreja

Já havíamos passado na frente desse restaurante algumas vezes. O nome chama atenção, mas será que a refeição faz jus? Esse circuito foi a oportunidade de verificarmos. Pois a resposta é sim. O casal, Maurício e Susian Chelli, quis render uma homenagem ao prato tradicional. As referências estão por toda parte, inclusive nas grandes janelas do mezanino, adesivadas com uma arte imitando os vitrais de uma igreja. Funcionou, a decoração é bacana, o ambiente amigável, mas o melhor estava por vir.

Quando nosso churrasco chegou à mesa, acompanhado de pão francês, saladas de tomate, cebola, maionese caseira de batatas, arroz branco e farofa, destacou-se a maciez da carne. Ela é proveniente de bois das raças Angus e Brangus. É evidente a preocupação da casa com todo o processo, até que o filé chegue à mesa. Se realmente fosse uma igreja, teríamos comido de joelhos.

Preço: R$55 até R$128, com acompanhamentos, ou R$35 até R$93, somente a carne. O preço muda de acordo com a carne escolhida.

Rua Professor Brandão, 396, Alto da Rua XV
Quinta e sexta-feira, 11h30 às 14h
Sábado e domingo, 11h30 às 15h

Silzeu´s

Quem falou que não tem churrasco ótimo em Santa Felicidade? Quem disse que o Silzeu´s é bar de assistir futebol? Tem churrasco delicioso nesse endereço tradicional na Via Vêneto, prestigiada por casais e famílias com crianças. Elas encontram muito espaço e se divertem, a exemplo do Edu, filho de 4 anos do Jo e da Thais Batoski, donos da casa. O pequeno Edu domina as atenções sempre que aparece usando chuteiras e camisetas dos times favoritos. Espaço para ele e outras crianças correrem é o que não falta.

O churrasco de igreja – servido nos almoços de sábados e domingos – vem acompanhado de arroz, salada, maionese e batatas fritas. Você pode escolher entre filé, alcatra ou chorizo. Tudo muito saboroso, no ponto que o freguês pede.

Preço:  Filé para duas pessoas, R$76,50. Alcatra para três pessoas, R$86,40. Chorizo para três pessoas, R$86,40.
Dica Tutano: A cebola, segundo o Jo, é receita da sogra, dona Inês, responsável também pelos deliciosos petiscos que estão no cardápio. De acordo com ele, “tem freguês que pede pra levar a cebola temperadinha para casa”.

Via Vêneto, 500, Santa Felicidade
Abre diariamente, mas serve o churrasco  aos sábados e domingos, das 12h às 16h

Casa do Jão

Com pouco mais de um ano, a Casa do Jão demonstra que vai fazer história. Tanto que é comum haver alguma espera no domingo. Quando entramos no salão, tivemos certeza que tínhamos feito uma boa opção: praticamente todas as mesas estavam comendo o churrasco de igreja.

Se tiver que esperar um pouco, não se preocupe, encoste no balcão e sirva-se da cachacinha de boas vindas. O atendimento ali também é cordial, familiar. A casa é tocada pelo próprio João, que fica na cozinha, pelo filho, Mateus, e pela irmã do João, a Mariane. Fomos atendidos pela Scarlett – igual ao filme E O Vento Levou – que aconselhou não perdermos o “João e Maria”. É que o churrasco vem muito bem acompanhado de salada verde com vinagre colonial de vinho tinto, arroz, farofa, maionese e pelo “João e Maria”, receita da dona Maria, esposa do seu João. Os dois são avós do “Jão”, que resolveu homenagear o casal servindo o aipim cozido com molho de linguiça napolitana e queijo parmesão. Uma delícia de casamento.

Preço: Alcatra, R$69,90 ou linha Angus, R$78,90.

Av. Três Marias, 287, Orleans
Quarta a sábado, a partir das 18h30
Sábado e domingo, a partir das 11h30

rodape_andre

André Bezerra é amante da gastronomia boêmia e “garimpeiro” de experiências que surpreendem o paladar. Fundador da Monstro Animal – produtora de eventos – e escritor por hobby. Siga no Instagram: @andrbezerra

Leia mais:

11 lugares barateza para comer no centro da cidade
Onde comer na Rua XV de novembro

Artigo de: André Bezerra

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(25)
  • Excelente
    14
  • Muito bom
    8
  • Normal
    2
  • Ruim
    1
  • Horrível
    0
DÊ SUA NOTA:
COMENTÁRIOS
  • Recomendo o filé (este literalmente de igreja) do Abranches, anexo ao salão paroquial.

  • O Amantino em Santa felicidade não se faz uma referência desse naipe tambem?

  • Restaurante Stravazus no Ahu, melhor alcatra, muito bem servido, qualidade ímpar!!

  • Você não conhece um dos restaurantes mais famosos e tradicionais de Curitiba que serve um alcatra grelhado que serve de 3 a 4 pessoas. Chama se POTE CHOPP o alcatra e o filé de igreja é maravilhoso e o preço também o Alcatra 67,00 e o churrasco 45,00.Vale a pena você conferir!
    A salada de maionese é um espetáculo!
    Confira!!Dr Múrici 431

  • Talvez não seja conhecido ainda. Mas o bar Quitutto situado na Av. Dos Estados, bairro Água Verde tem uma gastronomia excelente que vai do filé de igreja aos finais de semana , a hambúrgueres artesanais espetaculares, além de uma caipirinha de uva com manjericão delicinha.