ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

Gastronomia, hum…ma delícia de negócio

12 de setembro de 2016

(19)


Sentado com amigos em um restaurante maravilhoso, com ares modernos, cardápio sedutor e preços honestos. Em dado momento, alguém lança o assunto: “eu gostaria muito de ter um lugar como este, de ser dono de um estabelecimento tão interessante como este”. E aí começam os mais diversos comentários, alguns favoráveis, outros nem tanto, e até mesmo aqueles que já desenvolvem planos de negócios, até propondo sociedades.

Quantos de nós já não presenciamos e participamos de situações semelhantes? Enfim, é uma delícia falar e divagar sobre o tema Gastronomia. Tantas vertentes, tantas variáveis, e quase sempre acompanhadas por delícias que impactam nossos sentidos.

Talvez este seja o ponto ao qual devamos estar mais atentos, pois se de fato quisermos viver a gastronomia como um negócio, as perspectivas deverão ser outras. Será necessário muito mais cuidado com os tais impactos sobre os nossos sentidos, pois estes podem distorcer nossa capacidade de observar e compreender a realidade envolvida, bem como todas as dificuldades inerentes e obstáculos a superar. Por vezes até podem quebrar um pouco da leveza do sonho e do sabor da ingenuidade.

Desafios e dificuldades sempre estão presentes, entretanto, a preocupação com os clientes e com a manutenção do sonho nunca sai do “cardápio”.

Como consultor empresarial, atendendo e convivendo com diversos empresários e profissionais desse segmento, o que percebo é um envolvimento enorme das pessoas, um amor quase incondicional pelo negócio, e a constante busca pela qualidade. Desafios e dificuldades sempre estão presentes, entretanto, a preocupação com os clientes e com a manutenção do sonho nunca sai do “cardápio”.

Acredito valer a pena destacar-se que, no Brasil, ser dono ou mesmo profissional em qualquer área é muito complicado, tanto por questões legais como econômicas. O Brasil é realmente especial. Desta forma, quem vive e trabalha aqui também é especial. Tão especial que consegue transformar a realidade crua do mundo corporativo dos negócios em lugares e experiências tão interessantes; que mesmos sabedores de parte das dificuldades a serem enfrentadas, encaram-nas corajosamente.

Quando estamos em nosso restaurante ou bar preferidos, o que percebemos e sentimos são aquela leveza dos sonhos e os sabores da ingenuidade. Talvez por isto, acredito que sempre existirão pessoas sonhadoras, “ingênuas”, mas com coragem e competência para criar e proporcionar a novos sonhadores estes momentos únicos de convívio social, despretensioso e alegre vivendo esta delicia de negócio.

Ronaldo Cruz, Consultor Empresarial, Coordenador Universitário um apaixonado por Gastronomia e Cutelaria.

Artigo de: Ronaldo Cruz

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(19)
  • Excelente
    18
  • Muito bom
    0
  • Normal
    0
  • Ruim
    1
  • Horrível
    0
DÊ SUA NOTA: