ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

Panificadora Aquarius, por André Bezerra

26 de outubro de 2018

(50)
Bodas de Ouro: os 50 anos de casamento da família Ehler com a Panificadora Aquarius

Adolfo Ernesto Ehler era gerente de uma agência do Bamerindus (um antigo banco brasileiro) em Pomerode, SC. Aliás, filho de pais alemães, dentro da instituição ele era o gerente mais jovem do Brasil. Segundo o próprio Seu Adolfo, o domínio da língua que aprendeu dentro de casa teve influência na carreira. “Eu cresci rapidamente no banco por falar alemão”. Durante a entrevista para a Tutano, ele deu mais uma informação decisiva sobre o que trouxe os pais dele ao Brasil. “O meu pai era barbeiro na Alemanha. Ele e a minha mãe deixaram o país com intenção de desembarcarem em San Francisco, na Califórnia, Estados Unidos. Acabaram embarcando no navio errado e foram descer em São Francisco do Sul, Santa Catarina”.

Butique em Marechal Cândido Rondon

E foi mais um golpe do destino que fez com que o Seu Adolfo se demitisse do banco e mudasse com esposa — Dona Flávia — e os dois filhos mais velhos para Marechal Cândido Rondon. A sogra dele faleceu e a Dona Flávia precisava assumir a butique que a mãe dela administrava na cidade paranaense. Com os filhos Dagmar e Ricardo ainda pequenos, Seu Adolfo se tornou agente de propaganda. “Vendendo propaganda, comprei o Fuque”, revelou-nos ele.

Curitiba e a Panificadora Bel Pão

O irmão mais velho do Seu Adolfo, Rolf, morava em Curitiba, onde mantinha uma panificadora, na Vicente Machado, a Bel Pão. No final da década de 1960, Rolf convidou o irmão para firmar sociedade. “Adolfo, vamos abrir uma rede e ficar ricos”.  Seu Adolfo veio com a Dona Flávia e os pequenos Dagmar e Ricardo. Foram morar no andar de cima da segunda unidade da Bel Pão, situada no bairro Bacacheri, na avenida Erasto Gaertner. Com a entrada do terceiro irmão — Rodolfo — na sociedade, os irmãos Ehler abriram a terceira padaria, na praça Tiradentes. Com cada irmão se dedicando a uma unidade, o Seu Adolfo assumiu a administração e logística da Bel Pão Bacacheri, enquanto a Dona Flávia assumiu a cozinha. Ela fazia doces à noite para serem vendidos no dia seguinte. Segundo o marido, ela chegou a queimar algumas batedeiras na época quando ainda não usavam equipamento profissional.

Panificadora Aquário

Em alguns anos a sociedade foi desfeita e cada irmão ficou com a sua panificadora. Uma das primeiras coisas que o Seu Adolfo fez foi rebatizar a dele. Inspirado por um restaurante de Blumenau, chamado Aquarius, ele resolveu dar o mesmo nome à panificadora na Erasto Gaertner. Por um erro no momento do registro, ela foi registrada Panificadora Aquário. Dona Flávia, como sempre, seguia firme se dedicando à cozinha e ao atendimento. Os pães da Aquário eram comercializados também por outras padarias, que os compravam no atacado e revendiam para o varejo. Como a conta no final do mês ainda não fechava, a primeira atitude foi passar a vender os pãezinhos somente no balcão. Nessa época a panificadora já abria de 2ª a 2ª, das 6 da manhã até 9 da noite. Em Curitiba nasceu a terceira filha do casal, Adriane.

Os assados

Era um domingo de Páscoa quando o Seu Adolfo resolveu levar, pela primeira vez, uma churrasqueira de galão para a calçada diante da panificadora, junto com a “tv de cachorro” onde os frangos eram assados. Com a fumaça e o aroma da carne sendo assada, os carros davam ré para conferir a novidade. “Sou pioneiro de vender carne assada na churrasqueira de galão”, relembrou o Seu Adolfo. Mesmo assim, com o aluguel nas alturas, ele comentou no bar do outro lado da rua que gostaria de comprar um terreno. Rapidamente o dono do estabelecimento conseguiu um terreno na frente do bar para o vizinho alemão. “A intenção era pagarmos em 20 prestações, mas o valor era tão baixo que saldamos em 10 parcelas”, calculou o Seu Adolfo. Com o empréstimo levantado por um colega do Bamerindus, em dois anos a nova sede da Aquário foi erguida. A família seguiu morando na parte de cima. Dona Flávia seguia na operação e o Seu Adolfo na administração. Adolescente, era hora do Ricardo assumir atribuições. “Quer dinheiro? Então vai entregar pão”, sacramentou pai para filho. “Eu chegava da balada e ia direto entregar os pães de Kombi”, revelou Ricardo para a Tutano.

As reformas e a Panificadora Aquarius

Com o passar dos anos, o menino cresceu e foi assumindo responsabilidades no negócio da família. Há 23 anos a panificadora passou pela primeira grande reforma e dobrou de tamanho. Há 15, finalmente foi rebatizada como Panificadora Aquarius. Dagmar e Adriane também assumiram atribuições e o Ricardo acabou indo tocar o próprio negócio. Começou vendendo Sorvetes Aquário em um pequeno quiosque na praça da Praia Mansa, em Caiobá, e cresceu até assumir a Sorveteria Vêneto. Isso não o impediu de voltar para a administração da Aquarius, em que modernizou a operação e implementou mudanças importantes. “Voltei há 6 anos, quando o pai me deu carta branca para administrar”, disse ele.

As novidades com os 50 Anos

Este mês a Panificadora Aquarius completou 50 anos. Foram 5 longas décadas de contínua reinvenção. O marco principal foi a entrega da segunda grande reforma, há 10 dias. Hoje, a panificadora está totalmente repaginada e modernizada. Segue vendendo os pãezinhos no balcão, conta com uma lanchonete maravilhosa, onde se encontram salgados próprios, sempre frescos e quentinhos, além dos sanduíches, bolos, rabanadas recheadas e o tradicional Stollen — espécie de panetone — da família Ehler. É verdade que a tradicional torta de morango com nata — receita da Dona Flávia — segue como um dos carros-chefe. Mas algumas novidades vieram para ficar, como a linha de pães de fermentação natural feitos ali dentro. Há uma ilha inteira para eles.

Também permanecem o bufê de almoço a quilo no piso superior, servido no novo salão reformado para melhor receber clientes e eventos. Há os assados para serem retirados com os acompanhamentos fresquinhos no final de semana. E há, mais importante de tudo, toda a família Ehler se empenhando em receber cada cliente — seja do bairro ou de qualquer região da cidade — com a mesma cordialidade e alegria que só é possível encontrar nos melhores lares, alemães ou brasileiros. Ali estão a Dona Flávia entre a cozinha e o atendimento aos clientes, a Dagmar na linha de frente do salão, o Ricardo administrando o negócio, a Adriane ao lado dele na administração e o Seu Adolfo… Bem, o Seu Adolfo, octogenário e forte como as colunas do Portão de Brandenburgo, é aquela pilastra que sustenta tudo, muito bem amparado pelos filhos e, especialmente, pela esposa, Dona Flávia. Sobre ela, ele fala muito, mas em poucas palavras. “Não seria possível um negócio como este, se não fosse com ela ao meu lado”.

Pois é, Seu Adolfo, a gente logo vê que a Panificadora Aquarius é o resultado de uma longa história de família e de amor.

Panificadora Aquarius

Av. Pref. Erasto Gaertner, 363, Bacacheri
(41) 3018-6880
Panificadora abre 24 horas.

Assados:
O frango assado recheado pode ser retirado todos os dias;
Costela, galeto, linguiça, arroz à grega, maionese e risoto, somente aos domingos;

Restaurante:
Segunda-feira a sábado, 11h30 às 15h
Domingo, 11h30 às 15h30

Lanchonete Piso Superior:
Todos os dias, 16h às 22h.

No piso inferior a lanchonete funciona 24 horas.

rodape_andre

André Bezerra é amante da gastronomia boêmia e “garimpeiro” de experiências que surpreendem o paladar. Fundador da Monstro Animal – produtora de eventos – e escritor por hobby. Siga no Instagram: @andrbezerra

Leia mais

Rota de padaria em Curitiba

Perdão aos pães, por Luís Henrique Pellanda

Frango e galeto assados em Curitiba, por André Bezerra

A história do seu Januário Jaszczersk, por André Bezerra

Artigo de: André Bezerra

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(50)
  • Excelente
    40
  • Muito bom
    3
  • Normal
    1
  • Ruim
    3
  • Horrível
    3
DÊ SUA NOTA:
COMENTÁRIOS
  • Familia que me ajudou muito nessa vida .que amo e vou amar pra sempre.Ricardo.seu Adolfo pessoas queridas que tive o maior prazer de fazer parte dessa empresa
    Parabens por todo esse trabalho lindo . De muitos e muitos anos .com muito orgulho ..e dignidade.