ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

Pizzicatto, por André Bezerra

24 de novembro de 2017

(35)
Onde Nápoles encontra Curitiba

Nápoles, Itália, década de 40: Aurelio Nicolella segue diariamente para o trabalho no açougue do pai. No trajeto, o nome de uma pizzaria – Pizzicatto – chama a atenção do jovem italiano. Traduzido para o português, significa “beliscão”. Em italiano, pizzicatto é também uma expressão usada quando o violinista toca sem o bastão puxando as cordas do violino, como se as beliscasse.

Anos depois, Aurelio conhece Carolina, com quem se casa e gera o primeiro filho. A vida não era fácil na Itália após Segunda Guerra Mundial, muito menos em Nápoles, que foi a cidade italiana mais atingida por bombardeios aéreos. Por isso, Aurélio embarcou no vapor para o Brasil e desembarcou em São Paulo sozinho, antes do nascimento do primogênito que viria a ser batizado Gennaro. O batismo foi lá na Itália e antes do bebê conhecer pessoalmente o pai, que trabalhava no país estrangeiro e tinha que sustentar a família à distância.

Brasil

No Brasil, Aurelio trabalhou no restaurante do primo, o Le Arcatto – atualmente o tradicional Giovane Bruno, na capital paulista. Dois anos depois da sua chegada, é a vez de Aurelio ir apanhar esposa e filho que chegam a São Paulo. Posteriormente, o chefe de família sai do restaurante para trabalhar com vendas de tecidos e toalhas em cidades no sul do Brasil. Ao passar por Curitiba, se encanta pela cidade para onde se muda, em 1961, com esposa e os dois filhos, Gennaro e Rafaelle.

A Landerna

Mais seis anos transcorrem até que Aurelio inaugura a primeira pizzaria com forno a lenha de Curitiba, A Landerna, na avenida Iguaçu. Com Carolina na cozinha e os meninos ajudando o pai no salão, a família Nicolella prospera trazendo ingredientes de São Paulo para as receitas servidas em Curitiba. Em 1969, Aurelio vende a Landerna e, em 1970, inaugura em Balneário Camboriú, onde passa a atender ao longo dos três meses da temporada de verão, até 1986, quando faleceu dona Carolina Nicolella.

O meu pai era muito simpático, circulava pelo salão e ia até as mesas perguntando se estava tudo ao gosto dos clientes

Pizzicatto

Por mais que o restaurante em Balneário prosperasse, um trimestre por ano não era suficiente para sustentar ao longo do ano todo. Era chegada a hora de inaugurar a segunda unidade, dessa vez de volta a Curitiba. Aurélio encontrou o ponto – na avenida Silva Jardim – onde abriu a Pizzicatto Pizzaria Massa & Filés. Era 1971 e a famiglia seguia se revezando entre cozinha e salão: criaram o cardápio de pizzas, calzones – então novidade em Curitiba –, lasanhas e filés que mudaram a maneira das famílias da capital paranaense de conhecerem e se relacionarem com a culinária italiana.

Quem contou para a Tutano foi o próprio Gennaro Nicolella: “O meu pai era muito simpático, circulava pelo salão e ia até as mesas perguntando se estava tudo ao gosto dos clientes. Além disso, ele recomendava os pratos dizendo às pessoas que elas tinham que provar esse ou aquele prato ‘della mia moglie Carolina’, como ele dizia”.

E assim, os curitibanos passaram a comer entradas com berinjela bem temperada e conheceram o calzone, por exemplo, que saía do mesmo forno a lenha onde eram assadas as pizzas. “Meu pai precisava explicar que era uma espécie de pastelão, uma pizza dobrada ao meio”, contou Gennaro.

A receita funcionou e os pratos passaram a cair no gosto da clientela que crescia, fidelizava e encomendava para levar para casa. A vida seguia boa enquanto Aurelio, Carolina e os irmãos Gennaro e Rafaelle traziam o sotaque, os aromas e sabores de Nápoles para as mesas dos dois restaurantes, em Curitiba e Balneário Camboriú.

O adeus a Aurelio Nicolella e a longevidade do Pizzicatto

Em 1973, porém, uma hepatite levou Aurelio Nicolella precocemente, antes de completar 50 anos. Mãe e os dois filhos seguiram conduzindo os negócios e formaram o time que segue trabalhando no Pizzicatto, em Curitiba, até hoje:

Gilson da Silva, garçom, três filhos, 40 anos de casa e tricampeão da Corrida dos Garçons da Rua XV;

José “Zé” Joaquim Roberto Pires, três filhos e 37 anos de casa;

Além do time na cozinha e dos membros da família Nicolella, que seguem na casa:

Gennaro, filho do Aurélio;

Rafaelle, filho do Aurélio;

Rafael, filho do Gennaro, sobrinho do Rafaelle e neto do Aurélio;

E tem ainda o Gennaro – pizzaiolo – que é sobrinho do Aurélio, primo do Gennaro, do Rafaelle e do Rafael.

O cardápio segue praticamente intacto desde a década de 70.

Dicas Tutano

Prove qualquer prato com a ricota. Levíssima, ela é temperada com uma receita da famiglia Nicolella. Duas palavras vêm à cabeça quando a ricota entra na boca: Mamma Mia!

O Maltalhati (penne) ao sugo com ricota fez o colunista mais vira-latas da Tutano invadir a cozinha para tentar descobrir o segredo da receita do molho, no que foi malsucedido e devidamente escoltado de volta até o salão. A receita é secreta e ninguém vai te contar, a menos que você se chame Gennaro ou Rafael e o seu sobrenome seja Nicolella.

Serviço:

Pizzicatto Pizzaria Massa & Filés
Av. Silva Jardim, 1121, Rebouças
Terça a sábado, das 16h às 23h30
Domingos, 11h30 às 15h30, 16h às 23h30

Para entregas em casa: 41 3233-9981 / 3232-8383

Leia mais:

Onde comer na Rua XV de Novembro
Bar Mignon, por André Bezerra

rodape_andre

André Bezerra é amante da gastronomia boêmia e “garimpeiro” de experiências que surpreendem o paladar. Fundador da Monstro Animal – produtora de eventos – e escritor por hobby. Siga no Instagram: @andrbezerra

Artigo de: André Bezerra

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(35)
  • Excelente
    23
  • Muito bom
    2
  • Normal
    1
  • Ruim
    6
  • Horrível
    3
DÊ SUA NOTA:
COMENTÁRIOS
  • Frequento a muito tempo e só tenho uma coisa a dizer: MARAVILHOSO. Começando pelo serviço do Zé e do Gilson. O filé com maltalhatti é perfeito. Parabéns e sucesdo

  • Pizzicato um pedacinho de NAPOLI em Curitiba , vale a pena conferir!!!

  • Primeiro emprego meu foi nessa pizzaria, foi muito bom trabalhar la, espero um dia poder ir la desfrutar dessa gastronomia maravilhosa! Exelente materia.