ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

A mais bonita do planeta

9 de abril de 2016

(2)
História e curiosidades sobre a comida japonesa

Colocar cream cheese no sushi é como fazer churrasco com shoyo (vai me dizer que nunca experimentou?). Sim, meu caro apreciador da culinária japonesa, a comida no Japão é diferente daquilo que você pediu para entregar na sua casa na noite passada. E a principal diferença é que eles não comem nada cru que não seja absolutamente fresco. Se tem atum na mesa é porque ele foi pescado há poucas horas. A variedade de peixes (e partes do mesmo peixe) usadas como ingrediente é enorme, e varia conforme a região. Formado por um arquipélago, o Japão tem uma costa extensa. Correntes marítimas quentes do sul se encontram com águas frias do norte, formando um solo (ops) fértil para a pesca. Não é à toa que é o país onde mais se comem pescados no mundo. Por isso, se for dar um pulinho lá, abra o coração para coisas estranhas. Nada de frescura. Não despreze as ovas, minipolvos, ouriços, ovo cru, feijão fermentado… eles farão parte do seu dia a dia.

Mas não tenha medo, os japoneses são muito caprichosos. Entre em qualquer boteco no caos de Shinjuku e você vai encontrar um banheiro mais limpo do que o seu. O corte, a preparação do prato, os cuidados com a higiene e conservação dos alimentos é praticamente uma paranoia para nossos amigos japas. Outra grande diferença é que o sushi e o sashimi não são as comidas mais populares por lá. Aqui, estas duas especialidades viraram sinônimo de comida japonesa. Lá, não é raro você entrar em um restaurante que não tenha a dupla em seu cardápio. Fruta então, nem pensar. Manga, morango, goiaba… nada disso vem misturado com arroz e alga na terra do sol nascente. E nem adianta procurar por um rodízio, no estilo preço fechado e comida à vontade. O mais popular são as esteiras, aquelas que você vai pegando os pratinhos, sabe?

De forma geral – e bem resumida – a culinária é dividida em agenomos (alimentos fritos, como o tempura), yakimonos (que levam carnes, aves, peixes e vegetais grelhados, como gyosa e teriyaki), nabenomos (também conhecidos por nabi, são os feitos em uma panela quente, como o sukiyaki). E, claro, os sashimis (carnes, peixes e frutos do mar crus, normalmente mergulhados em um molho especial) e sushis (bolinhos de arroz com peixe). Mas a base de tudo é o arroz, cultivado no Japão desde o século 3 a.C. Foi em função dele que a sociedade rural se organizou e a economia se estruturou. O alimento, que deu origem a tantos rituais, simboliza bonança e fartura (vamos comer arroz, minha gente!). Foi ele, inclusive, o responsável pela concentração de japoneses no sul e sudeste do Brasil. Na época da imigração, muitos foram para o norte da Bahia e Pernambuco, mas acabaram vindo para estes lados, pois lá não havia a tradição de se plantar arroz.

E graças à vinda desse povo, lá nos idos de 1900, é que temos hoje mais restaurantes japoneses do que churrascarias (informação não confirmada, que fique claro). Independente das diferenças e adaptações, uma coisa é certa: a comida japonesa é uma delícia. Se você não gosta, experimente de novo. E de novo. E de novo. Um dia vai gostar, é assim com quase todo mundo.

O manual visual do sushi

Hossomaki

É enrolado fininho, com alga, camada de arroz avinagrado e pode ter várias opções de recheio, como kapamaki (pepino), tekamaki (atum) e shakemaki (salmão).

3

Futomaki

Esse é enrolado como o hossomaki, só que maior. Pode receber diversos recheios, até de ovo.

2

Niguirizushi

Bolinho de arroz moldado à mão com cobertura de frutos do mar, pescados, legumes ou ovos.

4

Temaki

Enrolado à mão, com formato de cone. Recebe recheios dos mais diversos como peixes, crustáceos, legumes e frutas, além do arroz avinagrado.

5

Gunkanmaki

Tem um formato de “barquinho”. Geralmente recheado com ovas de peixe ou peixe temperado e cortado em cubos.

6

Uramaki

É aquele enrolado ao contrário, em que o arroz fica por fora. No Brasil ficou famoso na versão “Philadelphia” de salmão com cream cheese.

7

Oshizushi

Prensado em uma forma de retângulo com cobertura de peixe, frutos do mar e até ovo.

8

 

 

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(2)
  • Excelente
    0
  • Muito bom
    1
  • Normal
    1
  • Ruim
    0
  • Horrível
    0
DÊ SUA NOTA: