Gastronomia Solidária – comida para quem tem fome

0
702
Imagem do Instagram @quintanagastronomia

Você tem vontade de fazer algo pelas pessoas em situação de rua e por outras que estão sem dinheiro para comprar alimentos? Quer ajudar, mas não sabe como nem por onde começar? Temos duas coisas para lhe dizer: não reprima esse sentimento e deixa que a gente te ajuda. Existem vários coletivos de gastronomia solidária em Curitiba que atuam de maneira séria e humanizada. Não só fazem a comida chegar nos mais vulneráveis, como também promovem uma rede colaboração que leva conforto, saúde e esperança por meio do alimento. A gente te apresenta algumas iniciativas: 

Itinerante Resistência

O grupo nasceu no início da pandemia e é formado por voluntários de várias ONGs e projetos que atendem a população em situação de rua em estado emergencial. Em 85 dias de ação, distribuiu mais de nove mil marmitas, milhares de sanduíches, bolos e litros de bebidas. Na linha de frente, são em média 40 voluntários entregando refeições em todos  os dias da semana e, nos fins de semana, o café da manhã. Os grupos atuam em ruas e avenidas de Curitiba, se revezando para reduzir a exposição ao vírus.

Imagens cedidas pelo Itinerante Resistência

“Os sanduíches são preparados por amigos e voluntários, que com muito carinho foram aparecendo e nos ajudando a fazer o café da manhã. Também estamos atendendo a aldeia Araça-í, onde levamos refeições completas três vezes por semana para 110 indígenas. Além disso, o Itinerante já contribuiu com mais de 80 cestas básicas para famílias em extrema vulnerabilidade”, conta Tatiane Cardoso Dorte, idealizadora e coordenadora do Itinerante Resistência.

Como ajudar: você pode fazer doações de insumos (arroz, feijão, macarrão, açúcar, óleo de cozinha, proteínas…) para a produção das refeições. Também pode preparar sanduíches, bolos e tortas que são distribuídos nos fins de semana. Doações de embalagens, bebidas, produtos de higiene, agasalhos e cobertores também são muito bem-vindos. O Itinerante Resistência atua 100% por meio de doações. 

Facebook: itinerante resistência
Instagram: @itinerante.resistencia 
WhatsApp: 99668-6062 – Tatiane Krick
Doações em dinheiro
Banco: 748 – Banco Cooperativo Sicredi S.A. –
Agência: 0749  Conta: 02018-4
TATIANE CARDOSO DORTE KRICK
CPF: 036.140.179-58
Picpay: @tatiane.krick

Solidariedade na Mesa 

Essa é uma ação emergencial para ajudar 50 famílias de migrantes e refugiados residentes em Curitiba e região metropolitana. A meta é arrecadar R$ 14 mil para compra de cestas básicas e garantir uma cesta para cada família nos meses de julho, agosto, setembro e outubro.

Em sete dias de divulgação, a campanha já arrecadou em torno de R$ 11 mil e falta bem pouco para bater a meta da vaquinha virtual. Após o encerramento, os organizadores se comprometem a disponibilizar uma prestação de contas nas redes sociais para mostrar exatamente quando e como o valor arrecadado foi gasto.

Como ajudar: você pode fazer doações de qualquer valor, mas o projeto sugere algo em torno de R$70,00 (valor da cesta básica + taxas da plataforma online). As doações podem ser feitas por aqui: https://abacashi.com/p/solidariedade-na-mesa

Facebook: comunidade Solidariedade na Mesa
Instagram: @solidariedadenamesa

Imagem de divulgação

Good Truck Brasil

A ONG existe desde 2016 e atua transformando alimentos que seriam desperdiçados em refeições saudáveis para pessoas em situação de vulnerabilidade social. Por conta da pandemia, não foi mais possível reunir os voluntários para preparar as marmitas e nasceu o PF do Bem. Em 21 restaurantes parceiros do Good Truck, o cliente pode adicionar a seu pedido a doação de um PF do Bem no valor de R$ 15,00. Em determinado dia, o parceiro prepara todas as marmitas doadas e a ONG recolhe para distribuir em comunidades carentes. 

Imagens Instagram @goodtruckbrasil

De acordo com a idealizadora do Good Truck, Gabrielle Mahamud, desde o começo da quarentena já são mais de 2 700 refeições, 1 200 máscaras de tecido, 80 litros de álcool em gel, roupas, brinquedos e cestas básicas doados. Porém, a expectativa de multiplicar esses números não é nada animadora e Gabi fez um apelo em sua rede social: “… a grande maioria das ONGs tem passado por uma diminuição drástica (~80%) no número de doações e envolvimento das pessoas. Por isso, hoje te peço: CONTINUEM AJUDANDO”.

Como ajudar: o GoodTruck aceita qualquer tipo de doação para assistir famílias dos bairros Campo Comprido, CIC e Santa Cândida. Cestas básicas são de grande ajuda e quem quiser ser voluntário, basta entrar em contato pelas redes sociais do Good Truck. No  Redondas Tutano, nosso evento de pizza e live com chefs e produtores, também é possível fazer doações. 

Facebook: GoodTruck
Instagram: @goodtruckbrasil
Doações em dinheiro
Banco: 748 – Banco Cooperativo Sicredi S.A. 
Agência: 0730  Conta Corrente: 16313-6
CNPJ: 35 502 674/0001-79
Associação Good Truck Brasil
Picpay: @goodtruckbrasil

Marmitas do Amor e Cestas Sociais do Quintana

O Quintana continua com duas grandes ações de gastronomia solidária que nasceram no início da quarentena: as Marmitas de Amor e as Cestas Sociais. Toda semana, um grupo de voluntários se reúne e produz em média 500 refeições solidárias, que são levadas a comunidades de Curitiba e região metropolitana. Parceiros estão doando livros, cobertores, embalagens para as marmitas e outros itens.

As Cestas Sociais são uma fartura prá lá de saudável. Cada cesta tem em média 12 kg com variedade de frutas e verduras produzidas no cinturão verde de Curitiba. Custa R$ 35,00 e os pedidos são feitos por whatsapp. Elas ajudam a fortalecer a agricultura familiar e a cada quatro cestas vendidas, uma quinta cesta é doada para as comunidades atendidas semanalmente.

Como ajudar: você pode adquirir a cesta social fazendo a reserva pelo (41) 99658 5400. Fique atento aos horários de retirada. 
Terças e quartas (das 8h às 12h) ao lado do Quintana – Av. do Batel, 1442
Sábados (das 9h às 12h) na Hortlev – Al. Dr. Carlos de Carvalho, 457

Facebook: Quintana Gastronomia
Instagram: @quintanagastronomia

Imagens Instagram @quintanagastronomia

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Enviar comentário
Seu nome