ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

Na carne, ácido. No frango, papelão.

20 de março de 2017

(38)
Muitos que erguem a bandeira contra a corrupção são os mesmos que agem sem ética

Estamos passando por um processo de conscientização política de muita profundidade – quando eu digo política não falo dos políticos, mas de nós, cidadãos políticos. Apontamos o dedo como se esses escândalos fossem culpa de alguém além de nós, como se os corruptos tivessem sido eleitos por alguém que não faz parte da nossa vida, do nosso mundo. Culpamos esse ser oculto, sem face, o “brasileiro ignorante”, quando esse personagem SOU EU, É VOCÊ!

Muitos que erguem a bandeira contra a corrupção são os mesmos que agem sem ética, que alimentam o jeitinho. “Sou amigo de fulano, posso quebrar um galho pra você”. Mentalidade velha, ultrapassada, é preciso coragem para mudar. É preciso coragem pra encarar uma nova postura, que não se curva diante da ideia de que “sempre foi assim, sempre será, não queira ser diferente”. Queira sim.

A gente sabe quando tá fazendo merda, ou melhor, quando está agindo sem ética. A gente sabe o que é “conchavo”, “troca de favores”, “produtos ilegais”, etc.

A gente sabe quando tá fazendo merda, ou melhor, quando está agindo sem ética. A gente sabe o que é “conchavo”, “troca de favores”, “produtos ilegais”, etc. Não fique aí esperando o exemplo cair do céu, não espere que o presidente mude de postura pra só então mudar a sua. Não basta repudiar a falta de caráter na política, é preciso repudiar a nossa própria falta de caráter e daqueles que estão em volta.

É preciso parar de rir das historinhas dos idiotas que acham que o mundo é dos espertos e vivem de tirar vantagem alheia. É preciso deixar a hipocrisia de lado e começar a olhar pra si mesmo. É preciso parar de ser ordinário e deixar de ser besta.

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(38)
  • Excelente
    14
  • Muito bom
    4
  • Normal
    4
  • Ruim
    7
  • Horrível
    9
DÊ SUA NOTA:
COMENTÁRIOS
  • Cara, super concordo com tudo o que vc diz nesse artigo.
    Não sou o melhor exemplo de cidadania que conheço, mas faço, mesmo, a minha parte e fico puta com o mimimi politicamente correto de quem não cuida nem da sua própria conduta, vida, casa e família, lugares onde tudo começa, não é?
    Boa piá! Mandou bem!