ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

O desabafo do manjericão

3 de maio de 2016

(2)
E se o manjericão pudesse falar? Nessa carta, o senhor dos temperos tira suas dúvidas, conta os benefícios e ainda emociona você, caro leitor

Prezado leitor,

Olá, me chamo Manjericão. Muita gente me chama de Basílico ou Alfavaca, mas repito, meu nome é Manjericão. Basílico nem existe em português, e Alfavaca é minha tia. Somos muito parecidos, por isso tanta gente nos confunde. Na verdade, nossa família, os Ocimuns, de origem indiana, é meio promíscua, por isso há tantos de nós mundo afora. Junto com a Manjerona, minha prima, e o Orégano, meu cunhado, somos indispensáveis na sua cozinha.

Minhas folhas é que me tornaram famoso. Sempre verdes, algumas vezes roxa. Sou rico em vitamina K e manganês, veja só. Meu cheiro é delicioso, modéstia à parte, e dou aquele toque especial na sua receita. Fiquei muito conhecido quando morava em Gênova e um chef local me picou, misturou com alho, pinoli, queijo e azeite de oliva e nos chamou de Pesto. Sou tão famoso na Itália que muita gente até acha que sou de lá. Mesmo porque cheguei na Europa e no Oriente Médio muito antes do Sr. Tomate. Hoje somos par em muitas receitas, por isso ficamos amigos.

Tem gente que me usa seco, tipo pozinho, como fazem com o coitado do Orégano, mas sou bom de verdade quando usado fresco, na finalização da receita, afinal, detesto muito calor. Cresço fácil na sua casa. É só me plantar em um vasinho e deixar no cantinho que desabrocho (isso tá parecendo papo de boiola). Para não usar todas as minhas folhas de uma só vez, passe-as rapidamente na água quente e guarde-as no freezer. Mas vá lá, não para a vida toda, ok?

Na pizza sou indispensável. Algumas folhas frescas em cima do molho de tomate e da mozzarella e você vai me amar para o resto da vida. Salada Caprese então, sem mim, é nada. Para quem não sabe, é na culinária asiática que usam e abusam de mim. Em um stir-fry com berinjelas, repolho, chili e castanha -de -caju, entro como o rei da festa, antes de servir. Mas meu maior mercado são os EUA. A rede de pizzarias Domino’s até me planta extensivamente, só que mexeram no meu código genético para eu ficar maior. Mas tudo bem, fazer o quê.

Espero que meu relato tenha interessado e que, a partir de agora, você abra um cantinho para mim na sua cozinha. Ficaremos juntos para o resto da vida, até nos dias em que você não estiver legal, deixo você fazer uma infusão para sentir-se melhor.

Beijos,
Manjericão

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(2)
  • Excelente
    2
  • Muito bom
    0
  • Normal
    0
  • Ruim
    0
  • Horrível
    0
DÊ SUA NOTA: