ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

O Porto e a comida de estrada

17 de maio de 2017

(10)
Beto se despede de Portugal

Desde que o Beto desembarcou em Portugal, em abril deste ano, ele mergulhou de cabeça, ou melhor, de estômago na gastronomia portuguesa. Viajando de motocicleta com destino à Itália, conheceu dezenas de tasquinhas de peixes (estabelecimentos de vendas) em Lisboa (leia o roteiro de Libsoa aqui), experimentou os clássicos ovos moles d’Aveiro (leia também o roteiro de Aveiro aqui) e caiu de boca nos pratos típicos (e nos vinhos) do Porto. Pelas próximas linhas, você lê o “diário de viagem” do Porto, aliás, do Beto, e conhece as “comidas de estrada e estreladas” que ele experimentou na última parada no país.

O Porto

Hora de explorar a cidade! Depois de conhecer a Avenida do Brasil, o Beto trocou a motocicleta por um ônibus público e foi conhecer um pouco mais dos pontos turísticos do Porto. Uma das atrações foi, claro, o Mercado do Bolhão, parada obrigatória para quem visita a cidade. “Um pouco judiado”, diz o Beto, mas supertradicional.

Com mais de cem anos, o mercado vende alimentos bem fresquinhos. Tem frutas, legumes, peixes, queijos e carnes. E não vale colocar os pés para fora do mercado sem experimentar um dos pratos mais famosos de Portugal, a Francesinha: pão com ovo recheado com carne.

Trocando estadia por macarrão

Sem nenhum hotel reservado para a viagem, o Beto tem se hospedado na casa de amigos e conhecidos. E foi na casa da Lara Mota Pinto, no Porto, que ele prometeu preparar um jantar em troca de estadia. Como a anfitriã era vegetariana, o menu foi uma caponata de legumes, salada de rúcula com manga e espaguete ao pesto. “O segredo da caponata é o tomilho”, revelou o “chef-hóspede”. Já o segredo do pesto… não foi dessa vez. 😉

Degustação de vinhos do Porto, na Quinta dos Corvos

A vinícola Quinta dos Corvos é uma das mais visitadas no Porto, vende vinhos do Porto (ora pois) e vinhos do Douro, apenas para o consumidor final. Para degustar na loja, vinhos com mais de dez, 20, 30 ou 40 anos: quanto mais velho, mais amadeirado.

Rua Dom Afonso III 2, 4400-266 Vila Nova de Gaia
+351 22 374 4380

Restaurante Abadia do Porto

Depois de José Saramago e Sophia Loren, foi a vez do Beto conhecer o Abadia, um dos mais famosos restaurantes do Porto. Dica do comedor: “Bacalhau a Lagareiro. Foi indicação do porteiro da vinícola dos corvos.”

Rua Ateneu Comercial do Porto, 23-24, Santo Ildefonso, 4000-380
Segunda-feira, 18h30 às 23h
Terça-feira a sábado, 12h às 15h30; 18h30 23h

Nas calçadas do Porto, Rua Heróis de França

Na Rua Heróis de França, no Porto, é comum que os restaurantes deixem as brasas do lado de fora, nas calçadas. Na frente do restaurante O Antonio, você pode comer um “rodízio” de peixes na brasa por €6“Olha a sardinha na brasa!! Nessa rua todos os restaurantes colocam esses braseiros para o lado de fora pra preparar os frutos do mar, especialmente as sardinhas.”

Restaurante BH Foz

Bar e restaurante com vista para o mar, serve comida portuguesa, suhsi e pizza, além do menu de almoço por €10. “Pão, porco, terrine de foiegras e geleia de figo. Daí eu choro”.

Avenida do Brasil, nº 498
+351 910 993 040
Domingo a quinta-feira, 12h30 às 15h30; 19h30 à 1h
Sexta-feira e sábado, 12h30 às 15h30; 19h30 às 2h

Saída do Porto para Léon, Restaurante Nevada

Já na estrada, ao norte de Portugal, o Beto parou em Montalegre pra comer no restaurante Nevada e experimentar a especialidade da casa, o cozido à barrosã: uma coxa de boi maturada servida com pimentões assados, batatas ao murro e azeitonas.

“Comida de estrada não necessariamente é comida de posto de gasolina ou daqueles restaurantes que ficam literalmente na beira da estrada. Comida de estrada é a comida do acaso, da informação inesperada num posto ou com alguém que você esbarra num mirador e que, ao perceber que você está viajando, diz: “olha, na próxima cidade tem um restaurante sensacional que serve comida típica da região”. A comida de estrada normalmente te surpreende pois não há expectativa nenhuma sobre ela. Os lugares mais inusitados, simples, às vezes sofisticados, e, quase sempre, tocado por uma família acolhedora. Eu jamais soube da existência da cidade de Montalegre, no norte de Portugal, até fazer um vídeo (meia hora atrás) falando sobre ela. Eu não iria parar aqui. No mesmo instante, porém, recebi a mensagem de um amigo @miguelv355 dizendo: “essa cidade é famosa pelos embutidos e pela “carne barrosã”, uma coxa de boi maturada servida com pimentões assados, batatas ao murro e azeitonas. Resolvi parar. Entrei no restaurante Nevada que tem o prato como uma de suas especialidades. #comidadeestrada #roadfood #ontheroad

Av. 1º de Maio, 5000, Mesão Frio
+351 259 371 828

Você também pode assistir ao diário de viagem do Beto! Aperte o play e divirta-se:

 

Leia mais:

Tchau, Lisboa
Beto Madalosso acordou em Lisboa

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(10)
  • Excelente
    7
  • Muito bom
    1
  • Normal
    1
  • Ruim
    1
  • Horrível
    0
DÊ SUA NOTA: