ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

Onde os chefs comem em Curitiba?

18 de outubro de 2017

(83)
A Tutano conversou com 6 chefs curitibanos para descobrir onde eles vão quando tiram o avental

Quando se quer uma boa recomendação de comida, nada melhor do que pedir indicação para quem é entendido do assunto. Isso é tão verdade que até já existe um aplicativo para você encontrar os estabelecimentos favoritos dos chefs estrelados ao redor do mundo. Já que Curitiba ainda não entrou na lista do app, perguntamos a 6 chefs curitibanos onde eles vão quando penduram os aventais e assumem suas identidades secretas de clientes (deixamos claro que não valia indicar o próprio restaurante). O resultado ta aí!

Chef Dyogo Prado, do Bobardí

Restaurante onde mais gosta de ir: La Rauxa Café i Bistrot

“Lá consigo me “desligar”. Eles têm excelentes cafés e sobremesas maravilhosas.”

O La Rauxa é um café e bistrô com estilo catalão. Aberto do almoço ao jantar, o cardápio inclui opções de pratos típicos da Catalunha, como pão com tomates e o “xurros” catalão. Tem também saladas, carnes e massas para os mais famintos, e cafezinho com bolo para quem quiser dá uma passada por lá durante a tarde.

La Rauxa Café i Bistrot
Rua Eurípedez, Garcez do Nascimento, 906, Ahú
(41) 3049-6972
Segunda-feira a Sábado, 12h às 19h

Chef Felipe Miyake, do La Varenne

Restaurante onde mais gosta de ir: Aizu

“Gosto de ir no Aizu – por ter alto padrão de qualidade na matéria-prima utilizada, excelência e arte no preparo e bom atendimento.”

Restaurante de alta gastronomia japonesa, o Aizu serve pratos tradicionais japoneses combinados com ingredientes e especiarias inusitadas. Além de sushis e sashimis, há também carpaccios, temakis e pratos quentes.

Aizu
Rua Sen. Xavier da Silva, 19, São Francisco
(41) 3043-0420
Segunda-feira a sábado, 18h à meia-noite

Chef Giuliano Secco, do C La Vie

Restaurante onde mais gosta de ir: The Meatpack House

“Gosto muito do Meatpack House, aprecio a variedade do menu. A gastronomia de rua me atrai, pelos bons sabores oferecidos em meio à correria do dia a dia. Gosto de comer com qualidade e praticidade, que é o que minha rotina permite. Então, aproveito os sanduíches variados com um bom chope oferecido ali também.”

Pão com linguiça. Simples, né? Mais ou menos. O The Meatpack House incrementou receitas tradicionais do churrasco brasileiro com vários tipos de linguiças. As opções de sandubas podem ser com hambúrgueres de carne, lula e até barreado.

The Meatpack House
Av. Vicente Machado, 841, Batel
(41) 3043-0912
Quarta-feira a sábado, 17h30 à 1h
Terça-feira e domingo, 17h30 às 23h30

Chef Marcelo Amaral, do Lagundri

Restaurante onde mais gosta de ir: Pizza GiOia

“Eles trabalham com muita dedicação e cuidado na questão da fermentação natural e conseguiram colocar isso em uma operação comercial de uma pizzaria. Com isso, chegam ao extremo da pizza, que tem uma massa super leve e um sabor sensacional.”

Dentro da Mercadoteca, a Pizza GiOia funciona da mesma maneira que as pizzarias de rua da Itália: o cliente escolhe o sabor entre os disponíveis na vitrine, o tamanho da fatia e paga de acordo com o peso. A massa é alta, porém aerada, o que deixa a pizza leve.

Pizza GiOia
Rua Paulo Gorski, 1309, Mossunguê
(41) 3114-6881
Terça-feira a sábado, 10h às 22h
Domingo, 10h às 19h

Chef Matheus Henrique, do + 55

Restaurante onde mais gosta de ir: Hey Dragon

“Eu gosto muito de ir no Hey Dragon. O principal atrativo de lá é o ambiente e os drinques. A decoração é muito legal, bem contemporânea, o que deixa o ambiente aconchegante. O público é bonito, tem bom atendimento e os petiscos sempre muito bem decorados e de uma qualidade muito boa.”

Anexo ao Lagundri, o Hey Dragon é um dumpling bar inspirado nas antigas salas de ópio chinesas. O destaque do cardápio são os drinques como o Cachaça Sour e o Gibson (releitura dos clássicos) e, claro, os dumplings, bolinhos com recheios que lembram guioza. Toda quarta-feira tem rodízio de dumplings por R$ 50.

Hey Dragon
Rua Saldanha Marinho, 1071, Centro
(41) 3319-2958
Segunda-feira a sábado, 19h30 à meia-noite.

Chef Carolina Garofani, da Caramelodrama

Restaurante onde mais gosta de ir: Osteria Capitolina

“Só confio no chef Massimiliano para fazer comida italiana de verdade. É o único restaurante em que eu peço a refeição completa, do antepasto à sobremesa, limoncello e café. Amo as ostras frescas!”

O chef Massimiliano veio de Roma e trouxe com ele uma bagagem de 25 anos de experiência em restaurante. A Osteria Capitolina serve comida tradicional dos pequenos restaurantes familiares da Itália. O cardápio completo inclui entrada, primeiro prato, segundo prato e sobremesa, perfeito para quem está com muuuita fome. O restaurante está fechado para reforma e reabre com cara nova em novembro de 2017.

Osteria Capitolina
Rua Euripedes Garcez do Nascimento, 638, Ahú
(41) 3079-8545
Terça a quinta-feira, 11h30 às 15h
Sexta-feira, 11h30 às 15h e 19h30 às 23h30
Sábado, 12h às 16h e 19h30 às 23h30
Domingo, 12h às 16h

Leia mais:

Bate-papo com o competidor do MasterChef, Ravi Leite
20 restaurantes italianos em Curitiba que o Beto indica

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(83)
  • Excelente
    70
  • Muito bom
    2
  • Normal
    6
  • Ruim
    2
  • Horrível
    3
DÊ SUA NOTA:
COMENTÁRIOS
  • Ficou demais essa matéria! Boas dicas!