ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

Pastelaria Juvevê ganha o Selo Tutano Gastronomia

8 de março de 2018

(125)
Cerveja e gasosa geladas, pastel de cinco reais e ponto de encontro da galera

Uma das coisas mais bacanas na rua é que pessoas diferentes se encontram. Gente que usa terno, salto alto, tênis com a sola gasta, bermuda e camiseta. Pessoas que se cruzam na calçada todos os dias e que dificilmente vão se encontrar em outro lugar. Mas na Avenida João Gualberto, na altura do Juvevê, tem uma porta de bar em que toda essa gente diferente divide o mesmo espaço: a Pastelaria Juvevê.

“O Pastel”, como é conhecida a pastelaria pelos que batem ponto por lá toda a semana, reúne pessoas de todos os tipos, grandes empresários, crianças, universitários, proletários, e todos vão ser atendidos da mesma maneira.

A pastelaria existe há 35 anos sob os cuidados da dona Masako e de seu marido, o seu Ricardo, uma figura que cuida do bar que tem mais de 100 de tipos de cachaça. São eles os responsáveis pelo cardápio de 189 sabores de pastéis, 18 opções de lanches e 24 de porções. Sem contar nos pratos feitos que variam de acordo com o dia.

Mas o que impressiona não é só a quantidade, mas a qualidade e o preço, que é proporcional à altura da Dona Masako: baixinho e justo. Os pastéis mais baratos da casa são os tradicionais de um sabor, que saem por R$ 5,50 e o tamanho é de envergonhar muito marmanjo que não aguenta comer um inteiro – insira aqui uma imagem mental de Beto Madalosso quase arregando ao comer o pastel de carne com queijo.

O prato feito deles é simples e lembra o tempero daquela vó que não economiza no cuidado ao cozinhar. Salada, pão francês, quirera, bife, repolho refogado, arroz e feijão, daqueles de caldo grosso, tudo isso por R$ 15. Se quiser incrementar o prato, dá para acrescentar cebola ou ovo frito, por R$ 1,50 cada.

Para “harmonizar” com o pastel, o prato feito ou qualquer outro prato pedido, uma gasosa de framboesa, em garrafa de vidro mesmo, ou uma cerveja gelada.

Do princípio

A dona Masako é farmacêutica de formação, mas quando teve suas duas filhas, preferiu cuidar delas em casa. Seu marido, tinha um mercado no bairro Hugo Lange, mas após um assalto a mão armada, decidiram fechar o estabelecimento e abriram a Pastelaria Juvevê.

Dona Masako cuida das cobranças e não se perde com a quantidade de clientes que aparecem na janelinha do caixa. “Divide em 4, por favor?”, “Passa no débito?”, “Pendura a conta, dona Masako?” – a última pergunta é só para os clientes fiéis.

Mas a conta que Masako não faz ideia de quanto dá, é a de clientes por dia, ou de pastéis vendidos por mês. “Eu conto pela quantidade de trigo para fazer a massa. Uso mais ou menos 2 mil quilos de trigo por mês, mas não sei quantos pastéis vendo, é difícil contar”, diz a dona da Pastelaria Juvevê.

Com o estômago satisfeito de comida e o coração feliz por ter um experiência gastronômica tão plural, anunciamos que a Pastelaria Juvevê ganha o Selo Tutano Gastronomia de hoje.

Pastelaria Juvevê

Av. João Gualberto, 1817, Juvevê
(41) 3254-4239
Segunda-feira a sábado, 9h às 22h30

Patrocinadores:

Bodebrown
Stampa Food

Leia mais

Selo Tutano para o Shin Miura 
Box do Eliseu é o indicado de hoje da Tutano

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(125)
  • Excelente
    93
  • Muito bom
    11
  • Normal
    4
  • Ruim
    7
  • Horrível
    10
DÊ SUA NOTA:
COMENTÁRIOS
  • Realmente a Dona Massako e seu Recardo estão de parabéns.
    Seus pasteis são os melhores do mundo.
    Alem do ótimo atendimento e simpatia com os clientes.
    Parabens.

  • Os pasteis são excelentes!
    Como prova disso, a pastelaria foi uma das três finalistas no concurso BOM GOURMET do Jornal Gazeta do Povo.

  • Lugar excelente, muito bom nota 10.