ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

Poteria: o novo amor da Tutano

28 de setembro de 2018

(22)
A Poteria Oficina Cerâmica produz peças que fazem a gente literalmente querer lamber o fundo do prato - é verdade esse bilete

Aquela-cena-sexy-do-vaso-de-argila. É isso que 90% das pessoas que já assistiram ao filme Ghost imaginam quando escutam sobre “cerâmica artesanal” – inclusive toda a equipe Tutano. [Se você não viu, clique aqui]. A responsável por nos lembrar desse filme, que já completou Bodas de Prata no nosso coração, foi a Isabel. Ceramista que deu forma a Poteria, presenteou os conferencistas do Fórum Tutano e deixou a redação inteira pedindo para dar palestra na próxima edição.

Foi conversando com ela que entendemos porque pensar naquela-cena-sexy-do-vaso-de-argila faz tanto sentido. A naturalidade da Isabel na cerâmica é a mesma da Demi Moore no cinema.

Seus pratos, potes, saladeiras, travessas e equipamentos para cozinhas, mesas e bufês têm uma personalidade tão única quanto seu jeito de falar o português. Nascida em Beira, Moçambique, se mudou para Portugal na década de 70, onde conheceu seu Patrick Swayze particular (um curitibano) e juntos vieram para Curitiba no final da década de 80.

A cerâmica chegou metendo o pé na porta

A cerâmica entrou na sua vida pela porta dos fundos, como um hobby, há quatro anos. Ela sempre dividiu as paixões entre artes plásticas e gastronomia, mas foi só com os filhos crescidos que encontrou na cerâmica a convergência perfeita.

Desde o começo desse ano, a procura por restaurantes, amigos e equipe Tutano aumentou tanto que ela resolveu deixar a cerâmica ganhar a porta da frente. Arrumou os requisitos burocráticos para formalizar o famoso CNPJ e montou um showrooom fixo com mais ou menos 100 pratos fundos e rasos à pronta entrega.

Ceramista e alquimista

Um grande diferencial das peças da Poteria é o cuidado na esmaltação. Alquimista dos esmaltes, toda matéria-prima comprada passa pelas mãos da Isabel (literalmente), que fez vários cursos para aprender sobre as composições químicas. Suas peças seguem à risca os conceitos do food safe: tudo que passa por ali é ZERO material tóxico.

Além disso, Isabel respeita o tempo e as particularidades de cada grama dos 1,5 kg de argila que cada prato leva. Seus braços manejam cerca de 20 desses pratos por dia. Mais que muito crossfiteiro por aí, né?

Entre o ateliê e o consumidor final, o processo é lento. Cada peça pode levar entre duas semanas e dois meses, passando por duas queimas (uma de 900 e outra de 1260 graus) e secagens subsequentes –  às vezes mais.

A Poteria veio para mostrar pra Tutano (e pro mundão) que a gente nem imagina todo o tempo e cuidado que aquele pedacinho de cerâmica que abraça a comida carrega. É claro que qualquer miojo que antes era considerado apenas ok fica mais gostoso quando bem posicionado em uma cumbuca bonita. Mas o que as peças da Poteria oferecem vai além: elas valorizam a receita e fazem parte da apresentação, como uma moldura para o alimento mesmo.

Poteria

Rua Júlio Graf, 89 – Vista Alegre
(41) 9 9644-7762 – isabel@poteria.com.br
Showroom aberto no sábado, 14h às 18h
Durante a semana, somente mediante agendamento por telefone ou email.

Leia mais

Comer, culturar e amar
Chá com design
Saiba como são produzidos os pratos da Boa Lembrança
PaniPano: justo para quem produz e para quem consome

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(22)
  • Excelente
    13
  • Muito bom
    2
  • Normal
    3
  • Ruim
    2
  • Horrível
    2
DÊ SUA NOTA: