ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

A receita da batata frita perfeita do CanaBenta

12 de setembro de 2018

(3)
Dicas de quem serve uma das melhores batatas fritas da cidade

Que atire a primeira pedra quem nunca errou o ponto da batata frita! Às vezes fica torrada demais, outras crua por dentro, meio borrachuda, molenga, pingando gordura. E você sempre se pergunta: “Por que as batatas dos outros são sempre melhores do que as minhas? Será que sou amaldiçoado?”.

Acalme este coração calejado porque é tudo uma questão de macete — e da qualidade da batata, claro! —, às vezes falta de habilidade também, mas sejamos otimistas! Para te ajudar, a Tutano foi até o CanaBenta conversar com o Délio Canabrava. O bar serve alguns dos melhores petiscos da cidade e a batata frita em torre é um dos pratos mais pedidos, conhecido em reinos distantes pela qualidade excepcional e sabor.

O Délio Canabrava, proprietário do CanaBenta, e o Ricardo Bolfer, chef do bar, nos contaram com EXCLUSIVIDADE os segredos para a batata frita sequinha por fora e macia por dentro.

Então, segue o passo-a-passo da batata frita!

Primeiro passo

As batatas precisam estar congeladas! Nada de jogar a batata recém lavada, toda molhada, direto no óleo. No CanaBenta a batata usada é a batata Dippers e a Palito com camada Stealth, que leva uma camada especial que permite mais tempo de crocância e mais tempo quentinha, as duas distribuídas pela Stampa Food.

Segundo passo

Fique atento à qualidade do óleo. Isso significa que ele deve estar sempre limpo e filtrado para que a batata não fique com gosto de velha ou queimada. Mas o macete do CanaBenta é utilizar o óleo de algodão, distribuído pela Stampa Food. Esse óleo rende mais e mantém as propriedades nutritivas a altas temperaturas.

Terceiro passo

A temperatura do óleo também é importante. Tente manter o óleo a 180ºC, não mais que isso! Nada de deixar o óleo na temperatura do Sol!

Quarto passo

​Paciência. Lembra quando sua mãe fazia batata frita e saia batendo na mão de todo metido que enfiava os dedos dentro do pote de batata? Ela tinha razão! Segundo o Ricardo, para as batatas fritas ficarem crocantes, elas precisam descansar para escorrer o óleo. Dois minutos é suficiente!

Quinto passo

Nada de papel toalha! O papel abafa as batatas, fazendo com que elas murchem e amoleçam. O Délio aconselha colocar as batatas fritas numa superfície de grade, assim o óleo excessivo sai e elas continuam crocantes.

Desvendado o mistério da batata frita perfeita, desafiamos você, leitor, a fazer uma batata tão crocante quanto a do CanaBenta!

Esta publicação é uma parceria com a Stampa Food.

Leia mais:

Óleo de algodão já é sensação
Deus deu luz à batata
Conheça a história da Stampa Food
Selo Tutano 2018: a cada semana uma nova indicação

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(3)
  • Excelente
    2
  • Muito bom
    1
  • Normal
    0
  • Ruim
    0
  • Horrível
    0
DÊ SUA NOTA: