Dicas de restaurantes em Curitiba, por Dudu Sperandio

8
36
Dudu Sperandio. Foto: divulgação

O chef Dudu Sperandio é daquelas pessoas que, antes do almoço, já passou por cinco bairros diferentes da cidade. A correria entre seus três restaurantes e a rotina de chef já o levou da Vila Izabel ao Abranches, do Batel ao Alto da XV e do Jardim Botânico ao Seminário, dando aquela passadinha no Centro da cidade. Um chef com todo esse conhecimento geográfico de Curitiba não poderia passar batido pela Tutano! Conversamos com ele e o resultado foi essa lista com oito lugares, alguns clássicos, outros desconhecidos e até algumas escolhas polêmicas.

Canabenta

“Um lugar com toda a tradição e nome que vem do Délio Canabenta. A decoração é extremamente simples, com móveis antigos. O bar é sofisticado pela simplicidade. Vou até lá para tomar uma cachacinha com rollmops, comer linguiça Blumenau e isca de tilápia. ”

Rua Itupava, 1431, Alto da XV
(41) 3019-6898
Terça a quinta-feira, 17h às 00h50
Sexta-feira e sábado, 17h à 1h30
Domingo, 15h à meia-noite

Shin Miura

“O Shin Miura é muito bacana porque é pequenininho, bem despretensioso, um ambiente familiar com preço justo e você é recepcionado pelo dono. Ele é sempre presente e tem sugestões de pedidos. Nunca vi o cardápio do Shin Miura, fico nas sugestões do dono e do sushiman. Eles têm sushis bem diferentes, como o sushi com trufa.”

Rua Prof. Álvaro Jorge, 62, Vila Izabel
(41) 3018-9999
Segunda a sexta-feira, 11h30 às 14h30 e 18h às 23h
Sábado, 11h30 às 15h e 18h às 23h

Old West

“Gosto de ir no Old West pela carne de onça que o garçom prepara na mesa. O restaurante foi fundado por um americano e uma mexicana que vieram para cá na década de 80. O ambiente, pelo nome você já imagina, tem o tema de Velho oeste.”

Rua São Januário, 248, Jardim Botânico
(41) 3262-9794
Segunda a quinta-feira, 18h45 às 23h
Sexta-feira e sábado, 18h45 à meia-noite

Bar do Beto

“Excelente para ir depois da meia-noite bater papo com os amigos sem ser mandado embora. O Bar do Beto abre às 9h, mas se você ficar até 9h da manhã do dia seguinte eles nem fecham.  Nesse bar, como isca de mignon acebolado, pastel, calabresa e tomo cerveja bem gelada com Xiboquinha. É um lugar para curtir, comer e lamber os dedos!”

Av. Nossa Senhora Aparecida, 177, Seminário
Segunda-feira a sábado, 9h às 6h
Domingo, 15h às 6h

Casa Velha Bar

“Fui só uma vez no Casa Velha. O Beto indicou e fui conhecer. Os bolinhos e porções surpreendem pela qualidade. A sensação é mais ou menos a de estar viajando pelo interior e parar na casa de alguém para comer. Tudo é feito na hora, com carinho e qualidade.”

Rua Mateus Leme, 5981, Abranches
(41) 3354-4050
Segunda-feira a sábado, 16h à meia-noite

Île-de-France

“O Île está em Curitiba há mais de 60 anos. É uma escolha polêmica, porque tem um pessoal que diz que é muito caro. Mas já é um clássico da cidade. O dono, Jean-Paul, sempre está no restaurante para te receber e atende super bem. Os pratos são um pouco mais pesados, mas são incríveis. O preço pode ser puxado, mas acho que valem a pena, especialmente se for uma comemoração.”

Praça 19 de Dezembro, 538, Centro
(41) 3223-9962
Segunda-feira a sábado, 19h à meia-noite

Madalosso

“O Madalosso é a história gastronômica de Curitiba. Eles fazem a cozinha italiana de verdade, como a de um restaurante que eu frequento em uma cidade pequena na Itália. Lá eles servem exatamente a comida do Madalosso: polenta, frango, salada e massa. O Madalosso é um marco para a cidade, representa a cultura italiana desconhecida. Parece que a Dona Flora usa as mesmas panelas e a mesma fritadeira desde que começou! A comida nunca mudou de gosto.”

Av. Manoel Ribas, 5875, Santa Felicidade
(41) 3372-2121
Segunda-feira a sábado, 11h30 às 15h e 19h às 23h
Domingo, 11h30 às 15h30

Kibe da Boca

“O Kibe da Boca é um café. Eles servem esfirras deliciosas, quibe frito, quibe cru e babaganoush, tudo feito na hora pela Nadia. Comida árabe com preço justo e qualidade tremenda, dessas que você só encontra onde tem libanês na cozinha. Tem uma pimenta artesanal que eles mesmos fazem e que fica boa em tudo. É aquela comida de mãe, mas não da mamma italiana, é a da mãe árabe.”

Av. Luiz Xavier, 68, Centro
(41) 3232-3234
Segunda a sexta-feira, 8h às 19h
Sábado, 8h às 14h

Leia mais:

7 lugares no Guabirotuba para comer bem, por Ruy de Oliveira
Onde comer no Bairro Alto, por Eva dos Santos

8 COMENTÁRIOS

  1. Madalosso….nunca vi esse tipo de comida na Itália. Talvez de campesino, qual o endereço ? Pois, sempre me perguntei pq na Itália a comida é atrativa aos olhos e muito saborosa risoto de trufas, porccinis e alcachofras e nós temos essa cultura do frango frito e risoto de miúdos. Vinagre de vinho aqui, lá aceto de Modena, óleos de oliva maravilhosos e aqui enchem os frascos.
    Onde tem essa comida , na Itália? Mate minha curiosidade!
    Esperava uma avaliação melhor, afinal vc deveria ser uma referência. Mas gosto é indiscutível.

  2. Comida igual à do Madalosso na Itália?
    Kkkkkk
    Nunca vi, só se for a comida servida aos refugiados que chegam todos os dias a Lampedusa (coitados)…

  3. A gastronomia de curitiba esta centralizada em gente que não tem ideia do que é comida boa e bem feita com carinho pelo insumo de qualidade. Todos compram de fornecedores medíocres e só balizam pelo menor preço. Mas na hora de cobrar são preços praticados em euro ou dólar. Tive a experiência de gastar meu dinheiro nos restaurantes deste cidadão, pura enganação. E não e só ele , outros medalhões da cidade dão a impressão de na saber nem o ponto de brocoli cozido quem dirá de dar indicações. Senhores do tutano recolhance a sua mediocridade.

    • Olá, Rodrigo. Tudo bem? Nossa intenção é contar aos leitores Tutano, o que os chefs gostam de comer quando não estão na cozinha. Aí é uma questão de gosto.

  4. Acredito que a intenção da revista é boa, informar onde os bons cozinheiros de Curitiba comem. Não necessariamente vão indicar alta gastronomia e sim onde e o quê gostam de comer, quando não estão cozinhando. Curti. Discordo de algumas sugestões e dicas. Mas gosto não se discute.

DEIXE UMA RESPOSTA

Enviar comentário
Seu nome