Boteco obrigatório no bairro Parolin, a Gruta da Onça tem esse nome por causa do petisco principal: a carne de onça. Existe uma grande varanda para a calçada, mas, dentro, o ambiente remete a uma taberna. Da cozinha saem pratos e petiscos de responsabilidade, como a buchada cigana, a rabada, a porção de bolinhos de carne, de pierogi, moela de frango ao molho, a “rã pimenta” e o buchinho à milanesa. Uma pequena catedral para os botequeiros do tipo “romeiros”, bem no final da Rua Alferes Poli, perto das concessionárias da Marechal Floriano.