ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

Retrospectiva gastronômica 2016: veja o que abriu em Curitiba

2 de janeiro de 2017

(8)
10 lugares legais que inauguraram na capital no ano que terminou

Ah, 2016. Foi o ano do término de Fátima Bernardes e William Bonner, Brad Pitt e Angelina Jolie. Olimpíadas Rio 2016. Presidente afastado, interino, impeachmado e até apaixonado por Häagen-Dazs. O Brasil venceu a Alemanha no futebol. O Ovomaltine do Bob’s foi para o McDonald’s. A Tutano virou portal. Esses e outros assuntos já foram abordados nos especiais de fim de ano. A nossa retrospectiva, aqui na Tutano, é outra e mais gostosa que gol do Brasil: trazemos aqui a retrospectiva gastronômica de 2016, com 10 lugares legais que abriram em Curitiba no ano que terminou. Não podemos provar, mas temos convicção que você vai adorar!

Confira a Retrospectiva Gastronômica 2016

Gards

Na falta de um bar rooftop, ganhamos o Gards. O “bar no telhado” curitibano fica no Shopping Pátio Batel e inaugurou há pouquíssimo tempo. À la New York e São Paulo, o Gards tem um ambiente supergostoso no terraço do shopping e conta com wine bar, seis torneiras de chope e coquetelaria. A bebida harmoniza com os chips, culinária oriental e com a vista do local. Saiba mais aqui.

15625729_234703570288502_8139033240360314831_o

Nebraska Burguers

A Nebraska Burguers você talvez já conhecesse mas, em 2016, eles adicionaram cadeiras, mesas e, sim, inauguraram um endereço fixo. O primeiro food-truck da cidade colocou um restaurante na frota e, no cardápio, são oito opções de hambúrgueres, novas entradas, e cervejas artesanais em parceria com a Beer Company.  Mais informações aqui.

Bruschetta d’Italia

A Bruschetta d’Italia inaugurou nas Mercês com uma proposta diferente: é a primeira especializada em bruschettas. O restaurante simpático conta com a delícia italiana nos sabores pomodoro, pesto, funghi, caprese, prosciutto crudo e Nutella.  Veja mais aqui.

Distrito 1340

O Distrito 1340 consta tanto na retrospectiva de assuntos gastronômicos quanto motociclísticos. O espaço inaugurado no início do ano é multisserviço com tudo o que um amante de motos e de comida boa pode querer. Tem bar, hamburgueria, sushibar, cervejaria e confeitaria. Tudo isso em meio às Harley-Davidson e similares, serviços de compra e venda, conserto, customização das motos, além de estúdio de tatuagem e loja de roupas. As opções gastronômicas são imperdíveis e o ambiente tem regularmente música ao vivo e eventos bacanas. De moto ou de carro, é um lugar para adicionar na lista de onde ir em 2017, se você ainda não foi. Veja mais aqui.

13407101_1358229610860799_3283944671581855646_n

Armazém VegAninha

Dentre as novidades do ano, temos que destacar uma que fez a cabeça dos veganos: a inauguração do Armazém e Açougue VegAninha. A ideia da criação de um açougue vegano é pioneira na cidade e a casa oferece opções de carnes, linguiças e salames vegetais e à base de PTS. Além do comércio dos produtos cruelty-free, o VegAninha oferece feijoadas, churrasquinhos, bazares e outros eventos de culinária vegana. Dá uma olhada aqui.

Coco Bambu

No frio de julho, Curitiba ganhou uma opção gastronômica com cara de verão: o Coco Bambu. A rede cearense desembarcou no Shopping Crystal com seu megarestaurante especializado em frutos do mar. Neste semestre que esteve aqui, o restaurante fez a cabeça dos curitibanos com seus camarões e pratos bem servidos, além do sabores típicos nordestinos e preparos especiais. Descubra mais aqui.

15179041_818853071590431_871795564242434858_n

Coletivo Alimentar

O Coletivo Alimentar está funcionando desde abril e chama atenção por ser restaurante, café, bar, laboratório, biblioteca, estúdio, escritório… No espaço, existe um balcão para o consumo das refeições além de um espaço para venda de produtos locais e propõe muita discussão sobre o que está sendo consumido. O menu do Coletivo muda a cada semana, são os “almoços itinerantes”, estando à cargo de um novo chef a cada semana. Descubra tudo aqui.

Gastromotiva

Um projeto premiado pelo Basque Culinary World Prize, saiu da cabeça do curitibano David Hertz mas, até então, não tinha sido implementado por aqui. A iniciativa promove cursos de capacitação na área de gastronomia para jovens de baixa renda. A ideia é que, a partir da formação, estes alunos ganhem espaço no mercado de trabalho repliquem seus conhecimentos em suas comunidades. O Gastromotiva passou por cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Cidade do México, até ser implementado aqui, na Universidade Positivo, onde os cursos são ministrados. Nota 10 pro Gastromotiva. Saiba mais aqui.

Purple Reis – Blues Pub

Bar de Blues e Jazz é legal, né? Agora adicione pizza, BBQ Ribs, chope artesanal, poker e shows com músicos locais. Agora, adicione opções gastronômicas que custam de R$5 a R$25. Esta é a receita, que dá certo, do Purple Reis. Numa mistura de “Purple Haze”, do Jimi Hendriz, e de “Trajano Reis”, do coração dos curitibanos, o bar chegou em 2016 e promete muita música e comida boa na calçada em 2017. Saiba mais aqui.

Roots Batata Frita & Cerveja

A prainha da Vicente bombou como nunca em 2016. E nós, que amamos a combinação calçada + comida boa + bebida artesanal + preço justo, ganhamos mais um presente: o Roots Batata Frita e Cerveja. Inaugurado em agosto, é especialista em batatas fritas, ou melhor, “cones de batata belga ruteza”, acompanhados de uma variedade de rótulos de chope artesanal. O Roots é parada obrigatória para quem frequenta as calçadas da Vicente Machado. Veja só aqui.

Roots Batata Frita & Cerveja. Foto: divulgação

Por último e não menos importante…

Lembra que o Kurtos Kalacs arrasou nas Olimpíadas?
E o que foi o gringo The New York Times falando mal dos Biscoitos Globo?

Leia mais

3 endereços novos em Curitiba para combinar café com estilo
2 padarias fresquinhas para comer no Alto da XV

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(8)
  • Excelente
    8
  • Muito bom
    0
  • Normal
    0
  • Ruim
    0
  • Horrível
    0
DÊ SUA NOTA: