ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

Selo Tutano para o Bar do Victor

12 de julho de 2018

(7)
Frutos - diretamente - do mar para a mesa

Quando se fala em frutos do mar, não tem pra ninguém. O Bar do Victor está para os pescados assim como Madalosso está para o frango com polenta. Não pelo tamanho, mas pela tradição. Referência de qualidade em Curitiba há quase meio século, é um lugar sem frescura. Nada tem firula: nem a comida, nem a decoração, nem o atendimento.

O negócio deles é servir pratos com ingredientes frescos, comprados de fornecedores selecionados. Tudo do bom e do melhor, para o cliente voltar sempre. E é por isso que merece o Selo Tutano.

A cor da parede, a varanda florida, as cortinas da janela lembram uma casa de vó. Mas não se engane pela aparente simplicidade, a cozinha tem o privilégio de contar com profissionais de primeira linha. E o atendimento, nem se fala.

Logo na entrada, quem comanda a embarcação, sempre sorrindo — seja qual for o tamanho das ondas na tempestade em alto mar — é a Janice, filha de Victor Schiochet, fundador do Bar do Victor. Ela e Francisco Urban,  são os responsáveis por manter vivo o legado do pai dela.

Explorador nato, Victor abriu seu primeiro bar, no bairro São Lourenço, em Curitiba, em 1955. O negócio zarpou, e a pequena empresa familiar se transformou em um negócio que hoje emprega cerca de 200 pessoas. Em 2007, abriram a Petiscaria do Victor, em Santa Felicidade e no ano seguinte, o Bistrô do Victor, dentro do ParkShoppingBarigüi. Em 2014, inauguraram o restaurante Victor na Praça da Espanha. 

Já há mais de uma década, quem põe ordem na cozinha do São Lourenço é a chef Ana Rosa. No Bistrô, é a Eva dos Santos. É no relacionamento e na troca de figurinha entre elas que as duas unidades se fortalecem em paralelo.

Cardápio para se sentir no fundo do mar

No cardápio de entradas, três opções de bolinhos (PEDE O DE SIRI, POR FAVOR) e espetinhos. Eentre os crustáceos mais pedidos, claro, os camarões que vêm direto da Valença Bahia Maricultura, uma das maiores regiões criadoras de camarão no país.

Moqueca de Lagosta

Se prefere petiscar, tem polvo, lula, mexilhão e a casquinha de siri mais amada da cidade. Feita com carne de siri de Antonina, é servida em conchas de vieira à milanesa ou natural e é pedido obrigatório. Outro destaque do lugar são as ostras, que vêm vivinhas da Silva lá de Florianópolis, de Caieira da Barra do Sul, um dos lugares mais tradicionais do Brasil no cultivo.

Outra dica da Tutano é o linguado grelhado deles. Pensa na espessura perfeita com aquele torradinho nos cantos que só quem é expert sabe fazer. As moquecas também são destaque na casa. O ensopado de peixe feito em panela de barro muda bastante se você for ao Espírito Santo ou à Bahia. Na receita capixaba, o peixe é cortado em postas, os temperos são refogados em óleo com urucum e de líquido só caldo de peixe. Já na versão baiana, pimentões, leite de coco e pimenta da casa. Mas no Bar do Victor não precisa competir não, dá para provar as duas e escolher sua preferida. Elas são preparadas em panelas de barro que vêm direto das Goiabeiras, de Vitória, no Espírito Santo. E são essas lindas panelas que garantem o cozimento perfeito, com um processo de fabricação que é praticamente o mesmo que os índios usavam quando os portugueses aportaram, na época do descobrimento.

E se no meio desse monte de dicas você ficou na dúvida do que pedir, então nossa sugestão é primeiro passar um dia para almoçar, de segunda a sexta, no bufê por quilo. Várias destas opções estarão por lá, sempre fresquinhas. A impressão é que acabaram de sair da cozinha.

Toda equipe ainda pode te ajudar a harmonizar com um bom vinho da adega, especialmente trabalhada nos vinhos brancos portugueses.

É pelo cheirinho do tempero que sai da cozinha desse restaurante, pelo cuidado com os ingredientes e pela dedicação aos clientes, que o Selo Tutano dessa semana vai para o Bar do Victor!

Não deixe de experimentar o Cookie Vulcânico do Bar do Victor!

Bar do Victor

Rua Lívio Moreira, 284, São Lourenço
(41) 3353-1920
Segunda a sexta-feira, 11h30 às 14h30
Terça a sexta-feira, 18h às 23h
Sábado e domingo, 11h30 às 16h
Sábado, 19h às 23h

Patrocinadores

Bodebrown
Stampa Food

Leia mais:

Selo Tutano da semana vai para o Quitutto
Anis Presto também é Selo Tutano!
Pizzaria em Curitiba leva o Selo Tutano, a Funiculì
Bar do Pachá, um boteco em Curitiba, leva o Selo Tutano

 

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(7)
  • Excelente
    7
  • Muito bom
    0
  • Normal
    0
  • Ruim
    0
  • Horrível
    0
DÊ SUA NOTA:
COMENTÁRIOS
  • Só de ler, da vontade de pegar um avião.. digo, um navio e navegar até este restaurante e viver essa experiência gastronômica! 😋

  • Reconhecimento muito merecido. Como diz o belo texto, um classico da nossa Cidade. Vida longa ao BDV