ENTRAR Bem-vindo! Faça login para ter
uma experiência completa.

Selo Tutano para o Izakaya Hyotan

10 de maio de 2018

(364)
Lugar em que até quiabo se torna incrível

Gastronomia é sobre sentir. Em alguns momentos é preciso entrar no mérito da qualidade estrutural, da complexidade do preparo e o cuidado da apresentação, mas se ela não é capaz de te proporcionar sentimentos novos, ela perde um fator essencial para que se volte a um restaurante: o fascínio. Sair de um estabelecimento pensando sobre ele, revivendo a experiência, é um luxo que poucos lugares podem se orgulhar, como o Izakaya Hyotan, um pequeno boteco japonês no Batel.

 

Para nós, o primeiro sentimento ao chegar na casa foi desconfiança, algo intrínseco ao chegar em um lugar longe da sua zona de conforto. Porém, bastou abrir a porta e ouvir o grito “Irasshaimase!” — bem-vindo, em japonês —, que o desconforto foi embora.

A casa praticamente se resume a um balcão. Você senta de frente para o Thomaz, chef do Izakaya; para o Kazuo, ex-cliente que hoje cozinha para o bar; para o Narita, responsável pela parte administrativa e para o Keiji, proprietário da casa. Sentado ali, o cliente participa do processo culinário, conversa com os quatro e sente uma independência rara. Nenhum deles vai te bajular ou dizer que você sempre tem razão, porque esse é o espírito de um legítimo Izakaya. Um lugar para comer, beber e voltar para casa livre.

Para pedir, nada de sushi ou sashimi. Olhe para cima e encontre placas de madeira com o que há para comer na parede, em japonês e português. Ficou com dúvida? Pergunte. Embora não pegue você pela mão, o Thomaz explica o que você pode pedir, o que vai naquele prato e até te convence a comer um espetinho de quiabo, mesmo você não fazendo parte do fã clube do vegetal.

Entre as opções, takoyaki — uma massinha com polvo —, yakitori — espetinhos de vários sabores, como moela, cogumelo, peixe — e fukujinzuke — uma conserva de legumes servida já na entrada. Para beber, divirta-se com a longa carta de saquês e whiskies (acredite, os japoneses entendem bem da bebida mais famosa da Escócia).

O Izakaya é um lugar de adiar a partida. Isso é mérito dos quatro caras do balcão, da comida, do ambiente e da luz fraca do bar, que faz você se sentir íntimo. Há quem diga que vale a pena esperar o fim da noite, quando a turma aumenta o som e se joga na cantoria. A seleção musical é eclética, mas nunca falta Evidências no repertório. Achou estranho? Ótimo, essa é a pegada da casa!

Por nos deixar confusos, ansiosos pelo retorno e por nos fazer se sentir bem-vindos sem muito esforço, o Izakaya Hyotan leva o Selo Tutano Gastronomia desta semana.

Izakaya Hyotan

Alameda Augusto Stellfeld, 1281, Centro,
(41) 3224-1910
Segunda-feira a sábado, 18h às 23h

Patrocinadores:

Bodebrown
Stampa Food

Leia mais:

Porcadeiro: legitimamente paranaense e Selo Tutano Gastronomia
Mercearia do Português leva o Selo Tutano da semana

COMPARTILHE ESTA MATÉRIA
AVALIAÇÕES
(364)
  • Excelente
    317
  • Muito bom
    12
  • Normal
    7
  • Ruim
    14
  • Horrível
    14
DÊ SUA NOTA:
COMENTÁRIOS
  • Sou fã de carteirinha, definitivamente um dos melhores balcões de Curitiba